Nesta sexta-feira (3), a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou para o número cada vez maior de jovens afetados de forma severa pelo coronavírus. Ainda que os idosos sejam os que mais necessitam de cuidados, Maria Van Kerkhove, diretora técnica da OMS, afirmou que pessoas de 30, 40 e 50 anos estão morrendo nas UTIs.

“Alguns tinham problemas anteriores, outros não”, contou Kerkhove. “Temos de entender o motivo pelo qual estão morrendo. Existem muitas incertezas”, explicou. De acordo com o alerta, mais da metade dos infectados têm entre 30 e 59 anos. “Precisamos entender melhor o motivo pelo qual alguns deles passam de moderado para severo. São questões fundamentais”, acrescentou.

publicidade

Mike Ryan, chefe de operações da OMS, relembra que “houve uma tendência de dizer que a doença era severa apenas entre velhos. Era uma forma de se garantir”. De acordo com ela, mesmo na Coreia do Sul, uma a cada seis pessoas era menor de 60 anos.

Por exemplo, na Itália, segundo epicentro da Covid-19, entre 10% e 15% das vítimas da doença  internadas em UTI têm menos de 50 anos. “Tentamos nos convencer que é moderada nos jovens e isso é o problema”, explica Ryan. “Ela tem um impacto tanto em jovens como nos mais velhos”.

Além disso, mesmo que não apresentem sintomas ou não passem por um quadro grave da doença, os jovens podem ser vetores do vírus para os mais velhos. Logo, a importância de se evitar a contaminação independentemente da idade.

Via: Uol