EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Coreia do Sul reportou nesta segunda-feira (13) que 116 pessoas inicialmente consideradas como curadas da Covid-19 voltaram a apresentar resultados positivos em testes para detectar a presença do vírus.

Antes considerado como o segundo epicentro da epidemia (depois da China), o país viu apenas 32 novos casos neste domingo. Entretanto, o aumento no número de “reinfectados” coloca em dúvida um relaxamento das medidas de quarentena no país, que originalmente estão programadas para durar até 19 de abril.

publicidade

Os especialistas ainda não sabem a causa para o “relapso” da doença. As possibilidades incluem uma reativação de vírus dormentes no organismo, reinfecção após a cura, reação dos testes a “pedaços” inativos do vírus no organismo ou mesmo falsos positivos, ou negativos, nos testes.

O primeiro-ministro sul-coreano, Chung Sye-kyun, sugeriu que o governo irá estudar em breve um relaxamento das medidas de quarentena no país. “No final desta semana, planejamos revisar nossa intensa campanha de distanciamento social que realizamos até agora e discutir se mudaremos para medidas rotineiras de segurança”, disse ele.

Fonte: Reuters

publicidade