EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Com a disseminação do novo coronavírus e as recomendações de isolamento social, a demanda por trabalho remoto aumentou. Isso fez com que uma onda de contratações em setores específicos começasse a ocorrer.

De acordo com um levantamento realizado pela empresa de recrutamento PageGroup, empresas estão procurando urgentemente por profissionais que possam conduzir projetos de infraestrutura, reforçar segurança de dados e administrar plataformas de suporte técnico.

publicidade

“Essas companhias estão de olho em executivos de infraestrutura e rede, para que possam suportar a estrutura de tecnologia em um momento de alta utilização de equipamentos. Em um cenário de missão crítica, a tecnologia passa a ser primordial”, declara Luana Castro, gerente da área de TI da Michael Page e Page Personnel.

Para chegar aos resultados do estudo, a consultoria ouviu pequenas, médias e grandes empresas de 14 setores de todo o Brasil. Com isso, foi possível definir seis profissões que mais cresceram no atual período de pandemia. Os cargos apontados são de média e alta gerência, além de que, em alguns casos, exigem níveis técnicos e de suporte à gestão.

1. Analista de Cyber Security

O profissional atua dentro do time de segurança cibernética e, apesar de ter diferentes enfoques, dependendo do segmento da empresa, de forma geral, é responsável por analisar ataques, planejando e executando ações para conter e recuperar ambientes afetados.

A profissão, que possui salário médio que varia de R$ 7 mil a R$ 11 mil, exige que os profissionais possuam conhecimentos em soluções de segurança, sistemas operacionais, bancos de dados e redes. 

publicidade

2. Líder de Cyber Security

O profissional atua como líder e deve ser responsável por controlar a área de segurança da informação e segurança cibernética, entendendo as necessidades da empresa e implementando ações e políticas de segurança. O principal enfoque é o de garantir que ferramentas, estratégias e metodologias sejam aplicadas para garantir a proteção de dados e informações sigilosas da companhia.

Com salários que variam de R$ 25 mil a R$ 35 mil, o profissional deve possuir um histórico tecnológico, além de estudos e conhecimentos em políticas de governança, gestão de segurança da informação, riscos e auditoria.

3. Analista de Suporte e Service Desk

O papel do profissional é o de administrar solicitações, problemas e mudanças, analisando chamados, realizando testes e identificando soluções de problemas. Além disso, o funcionário deve instalar e prestar assistência aos sistemas operacionais e técnicos das empresas.

O salário varia de R$ 4 mil a R$ 6 mil. Dentre as capacidades exigidas, conhecimento tecnológico, de infraestrutura e de redes são fundamentais. 

4. Analista/Especialista de Infraestrutura e Redes

Neste caso, o contratado é responsável por dar suporte total e garantir o funcionamento dos softwares sistemas e toda a infraestrutura de redes de uma empresa – incluindo servidores e bancos de dados de projetos. 

A experiência exigida para a vaga é que o profissional conheça o funcionamento de operações com redes de dados, além de administrar infraestruturas em geral. Algumas empresas podem requerer conhecimentos em implantação de projetos e certificações. O salário médio dos profissionais do cargo varia de R$ 8 mil a R$ 12 mil.

5. Especialista em Cloud

O especialista em Cloud propõe soluções de arquitetura para infraestrutura de TI em nuvem ao observar aspectos como conectividade, segurança, fluxo de dados e continuidade.

Com salários entre R$ 14 mil e R$ 19 mil, os profissionais da área necessitam de experiência e conhecimento em cloud computing, arquitetura híbrida para serviços e arquitetura datalake, além do diferencial em bancos de dados distribuídos.

6. Líder em Data Science

O profissional deve ter total foco em ciência de dados e engenharia de dados para propor insights e informações para definição de estratégias de negócios para direcionamento de decisões das empresas. 

O cargo exige formação acadêmica em cursos de exatas, como Matemática, Estatística e Física. Além disso, é necessária experiência com BI, Analytics e Engenharia de dados. Os salários para o cargo variam de R$ 19 mil a R$ 29 mil.

Via: Exame