Na busca pela redução da desinformação acerca do coronavírus e da Covid-19, o Facebook começará a alertar os usuários que reagirem ou comentarem em publicações com fake news sobre o assunto, a partir das próximas semanas. Os avisos aparecerão no feed de notícias com acesso a links que contenham as informações incorretas já desmascaradas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Essa não é a primeira vez que o Facebook adota medida semelhante: em 2016, durante o período eleitoral estadunidense, a plataforma notificava os usuários que curtiam ou seguiam páginas criadas pela Internet Research Agency, agência russa acusada de influenciar as eleições presidenciais daquele ano.

publicidade

No ano passado, o Facebook anunciou um plano que consistia em três partes para lidar com “conteúdo problemático”. Remover, reduzir e informar eram as palavras-chave. Quanto ao coronavírus, a plataforma já tratou de remover e reduzir as fake news. Agora, os alertas cumprem a etapa da informação.

Reprodução

De acordo com o Newsroom do Facebook, que divulga todas as novidades oficiais sobre a plataforma, só em março, foram emitidos avisos de cuidado referentes a mais de 40 milhões de publicações, as quais levavam a cerca de 4 mil artigos diferentes sinalizados por seus parceiros de verificação de fatos por conterem desinformações relativas à Covid-19.

A medida surtiu efeito, visto que, em levantamento feito pelo Facebook, 95% dos usuários que se depararam com tais alertas nem mesmo clicaram nos links ou interagiram com as publicações relacionadas.

 

Via: Engadget