EnglishPortugueseSpanish

A Planet, empresa de imagens por satélite, possui uma constelação com 15 satélites SkySats usada para fotografar a Terra com grande qualidade. Apesar disso, a empresa, que fornece serviços para agricultura e energia, quer melhorar ainda mais a qualidade de seus serviços. Além de reduzir a altitude da frota de 500 km para 450km, a Planet deve lançar mais seis satélites. E como os Starlinks entram na história? A empresa vai aproveitar o lançamento do próximo lote da SpaceX para colocar os SkySats em órbita.

O anúncio foi feito em maio, quando a Planet disse que usaria um foguete Falcon 9 para seu lançamento. Os primeiros três satélites devem ser colocados no espaço nas próximas semanas, enquanto o restante deve ser lançado em julho.

publicidade

A medida faz parte do programa de compartilhamento de lançamento. A empresa de Musk cobra US$ 500 por quilograma para “dar carona” para outras empresas em seus foguetes, ajudando as companhias menores e reduzindo seus custos.

Constelação de SkySats. Foto: Reprodução

Quando a Planet colocar os últimos seis satélites em órbita e atingir o total de 21, poderá registrar imagens de alguns lugares até 12 vezes por dia. “Esse recurso sem precedentes fornecerá uma resposta mais rápida aos eventos globais e permitirá a criação de imagens em momentos do dia antes não vistos pelos satélites”, destacou Martin Van Ryswyk, vice-presidente sênior de produtos.

O sistema da empresa já é fundamental para aqueles que projetam cidades inteligentes, rastreiam desastres naturais e monitoram habitats naturais. Porém, maior clareza e frequência de imagens podem ajudar a criar uma nova maneira de aproveitar imagens de satélite na vida cotidiana.

Via: Engadget