Nesta quarta-feira (17), o estado de São Paulo registrou um novo recorde de mortes causadas pela Covid-19 nas últimas 24 horas pelo segundo dia seguido. Foram 389 novos óbitos provocados pela doença, de acordo com a Secretaria de Saúde do estado.

A nova marca eleva o total de mortes em São Paulo para 11.521, além de 191.517 casos confirmados do novo coronavírus. No entanto, a Secretaria da Saúde informou que o número é ainda maior, mas um problema no sistema que coleta as informações não permitiu à Secretaria divulgar os valores corretos. Assim, casos que deveriam estar no boletim de quarta-feira (17), aparecerão na quinta-feira (18).

publicidade

Apesar dos recordes, o governo do estado anunciou que os times de futebol da primeira divisão do Campeonato Paulista poderão retomar os treinamentos em julho. O campeonato foi interrompido em março, por conta da pandemia.

O governador do estado, João Doria (PSDB), disse em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes que os protocolos para a volta aos treinos foram acertados pelas autoridades de saúde com a Federação Paulista de Futebol (FPF). Porém, a volta das partidas será discutido apenas posteriormente, entre a FPF e o governo.

“O governo do estado de São Paulo, através do centro de contingência – o comitê de saúde – determinou e finalizou hoje pela manhã todos os protocolos para as equipes de futebol profissional da chamada Série A1 para que possam voltar a treinar a partir do dia 1º de julho”, afirmou Doria.

Algumas das regras são a limitação do número de pessoas que podem acompanhar os treinamentos (inclusive proibindo a entrada de torcedores), a testagem constante de jogadores e membros da comissão técnica, uso obrigatório de máscaras e medição da temperatura de todos os envolvidos.

Segundo Doria, o cumprimento dessas regras será cobrado dos clubes. De acordo com o pneumologista Carlos Carvalho, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, com a retomada dos treinos no próximo mês, passa a ser possível cogitar a volta do Campeonato Paulista a partir de agosto. O governador acrescentou ainda que uma definição sobre o retorno de outros esportes deve ocorrer na sexta-feira da próxima semana (26).

Reprodução

Clubes deverão seguir uma série de normas para retomar os treinamentos. Imagem: Reprodução

Acerca do novo recorde de mortes, registrado durante o plano de reabertura gradual da economia, a secretária de Desenvolvimento Regional, Patrícia Ellen, disse que o número está dentro do cenário traçado pelas autoridades de saúde. A estimativa dos profissionais de saúde é que SP tenha entre 15 mil e 18 mil mortos até o fim deste mês.

“O número que nós temos hoje está dentro do cenário, no limite inferior”, disse a secretária. “Toda vida conta e é sempre muito difícil sempre trazermos aqui os nossos números de óbitos, mas a boa notícia é que nossa taxa de letalidade está caminhando para uma estabilização, porque nosso número de óbitos está aqui no intervalo inferior das nossas projeções, que já foram revisadas para baixo”.

Via: Reuters