Um eclipse solar encantou milhares de espectadores na África e na Ásia neste domingo. O fenômeno pôde ser visto a olho nu em países como a República Democrática do Congo, República Centro-Africana, Sudão do Sul, Sudão, Etiópia, Yemen, Arábia Saudita, Oman, Paquistão, Índia, China, Taiwan e norte da Austrália.

Foi um eclipse anular, um tipo de eclipse parcial que ocorre quando a Lua está distante demais de nós para cobrir todo o Sol. Em Uttrakhand, no Norte da Índia, a Lua cobriu 99,94% do disco solar. Entretanto o momento exato da totalidade foi breve, apenas 38 segundos.

O fenômeno não foi visível no Brasil, já que teve seu ápice às 03:42 (horário de Brasília). Entretanto, pôde ser observado pelos brasileiros graças a transmissões ao vivo feitas por projetos como o Virtual Telescope. A transmissão completa, com comentário e cerca de 2 horas de duração, pode ser revista abaixo. O momento exato do “anel de fogo” ocorre à 01h00 no vídeo:

publicidade

Nossa próxima chance de ver um eclipse a olho nu (com a devida proteção, claro) será em 14 de dezembro, quando ocorrerá um eclipse total do sol que será visível em partes da Argentina e do Chile. Infelizmente, no Brasil, ele será visto apenas parcialmente.

Fonte: Space.com