EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Desde que o coronavírus se espalhou, as vacinas têm sido a grande esperança para que as pessoas possam voltar a ter uma “vida normal”. Porém, segundo o médico Ricardo Palacios, diretor de Pesquisa Clínica do Instituto Butantan, apesar de conseguirem controlar a Covid-19, os imunizantes não terão a capacidade de acabar com a circulação do vírus.

“Nós não vamos acabar com o coronavírus com uma vacina. Qualquer uma que seja a vacina. O coronavírus veio e veio para ficar”, destacou. Palacios ainda comparou a situação atual com a gripe. As pessoas vacinadas contra o vírus influenza podem até desenvolver a doença, mas de uma forma mais leve, sem risco de óbito. E é isso que deve acontecer com a Covid-19.

publicidade

Reprodução

Qualquer vacina que seja não acabará com o coronavírus, segundo médico do Instituto Butantan. Foto: Getty Images

publicidade

O Instituto Butantan está participando das pesquisas em busca de uma vacina em parceria com o laboratório chinês Sinovac Biotech. O imunizante utiliza o coronavírus inativado para estimular a resposta imunológica do organismo.

Além disso, a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) também está ajudando nos estudos da Universidade de Oxford, que vai testar sua solução em voluntários da linha de frente ao combate à pandemia.

Via: Uol