EnglishPortugueseSpanish

Steve Wozniak, lendário cofundador da Apple, está processando o YouTube e o Google devido a vídeos que usam a sua imagem para promover golpes de bitcoin.

Wozniak entrou com uma ação na Califórnia contra o Google e o YouTube. Ele alega que contas falsas usaram vídeos antigos para enganar pessoas a doarem bitcoins.

publicidade

De acordo com a ação, golpistas assumiram controle de contas populares no YouTube e trocaram o nome do canal para parecer que eram oficiais de celebridades. Esses canais então transmitiram vídeos “ao vivo” com imagens antigas dessas pessoas falando sobre bitcoins ou assuntos relacionados a criptomoedas. Embaixo, uma mensagem dizia que a celebridade em questão dobraria qualquer doação feita em bitcoins para um endereço em particular.

A ação de Wozniak inclui também 18 pessoas que foram vítimas do golpe, perdendo entre alguns dólares a mais de US$ 40 mil por acreditar que o co-fundador da Apple de fato estava apoiando a iniciativa do canal falso.

O documento afirma que o YouTube “se recusou ou falhou” ao remover os vídeos da plataforma e até chegou a pagar por publicidade exibida neles.

O YouTube nega irregularidades. “Nós levamos abuso na nossa plataforma muito a sério, e agimos rapidamente quando detectamos violação das nossas políticas, como golpes ou roubos de identidade,” explicou um representante do serviço.

A empresa também diz que removeu mais de 2,2 milhões de vídeos e excluiu 1,7 milhões de contas apenas no primeiro trimestre de 2020 devido a golpes e práticas enganosas.

Via: ArsTechnica