Continua crescendo a lista de empresas que pressionam a Apple a flexibilizar o modelo de negócios da App Store. Agora, além da Epic Games e do Spotify, um poderoso grupo de mídia americano se juntou àqueles que pedem à gigante que reduza a comissão de 30% retida nas vendas da loja de aplicativos. 

A Digital Content Next (DCN) é uma associação comercial que reúne os principais aplicativos de notícias dos Estados Unidos. Entre os membros do grupo, estão The New York Times, Washington Post, The Economist, Bloomberg, BBC News e vários outros veículos de alcance mundial. 

publicidade

Assim como em qualquer produto adquirido na App Store, a Apple retém 30% do valor das assinaturas feitas em aplicativos de notícias no primeiro ano, e 15% nos anos seguintes.

De acordo com Jason Kint, CEO do DCN, essa quantia é suficiente para comprometer o bem-estar financeiro das empresas associadas ao grupo.

“Os termos de mercado da Apple têm um grande impacto na capacidade de continuar a investir em notícias e entretenimento de alta qualidade e confiáveis, especialmente em competição com outras empresas maiores”, afirmou. 

iStock-469944889.jpg

Sede do The New York Times, um dos veículos pertencentes ao grupo DCN. Imagem: iStock

Tratamento especial à Amazon

Em julho, os CEOs de quatro das maiores empresas do mundo se reuniram para depor numa audiência sobre a prática antitruste. Na ocasião, foram revelados documentos e e-mails pertinentes ao tema. 

Uma mensagem enviada em 2016 a Jeff Bezos, CEO da Amazon, revelou que a Apple concedeu termos mais favoráveis ao aplicativo iOS do Prime Video, recebendo comissão de apenas 15% no primeiro ano, em detrimento dos 30% padrão.  

Naturalmente, o documento desagradou ao DCN, que questiona o motivo do tratamento especial concedido ao Prime Video. É curioso notar, contudo, que o Washington Post, veículo que faz parte do grupo, também pertence a Jeff Bezos. 

“Gostaríamos de saber quais as condições que nossos membros precisam atender para se qualificar para o mesmo acordo que a Amazon está recebendo”, afirma Kint. “Peço que a Apple defina claramente as condições que a Amazon satisfez para seu acordo, de modo que as empresas membros do DCN que atendam a essas condições possam receber o mesmo tratamento”.

Via: Engadget