EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O FBI prendeu nesta semana um cidadão russo de 27 anos, acusado de tentar executar um ataque de ransomware contra uma companhia nos EUA. A companhia era a Tesla, e o alvo era sua gigafábrica em Nevada.

De acordo com uma denúncia compartilhada pelo Departamento de Justiça dos EUA, Egor Igorevich Kriuchkov viajou aos EUA em julho e contatou um funcionário da Tesla fluente em russo, que não é cidadão dos EUA, com uma proposta de US$ 1 milhão em troca de instalar malware nos computadores da empresa.

publicidade

Kriuchkov planejava extrair informações valiosas, como segredos de mercado, da rede da Tesla, e ameaçaria publicá-las se um resgate não fosse pago. O funcionário, entretanto, imediatamente informou à Tesla sobre o esquema. A empresa contatou o FBI, que conduziu uma operação que levou à prisão de Kriuchkov em Los Angeles, quando ele tentava deixar os EUA.

Agentes do FBI obtiveram informações sobre ataques anteriores realizados por comparsas de Kriuchkov. A lista de empresas vítimas não foi divulgada, mas especula-se que uma delas seja o CWT Group, que sofreu um ataque similar em Julho e pagou um resgate de US$ 4,5 milhões.

publicidade

Fonte: Engadget