O Laboratório de Realidade Virtual do Facebook (FRL), está desenvolvendo óculos de realidade aumentada com foco em imersão sonora. O novo produto, que ainda está em fase de pesquisa, promete auxiliar pessoas a ouvir melhor em ambientes com muitos ruídos, assim como criar novas formas de experiências auditivas.

A tecnologia está sendo desenvolvida em salas que tentam replicar a influência que os ambientes têm na forma como o som chega até aos ouvidos. Os testes usam como referência os fones de ouvido de formato intra-auricular, normalmente utilizados para atividades ao ar livre.

publicidade

FRL.jpgFacebook está desenvolvendo óculos de realidade aumentada com foco em experiência auditiva. Créditos: Reprodução/ Facebook FRL

Como funciona?

O protótipo funciona da seguinte forma: vários microfones são presos na armação dos óculos e utilizados para captar os sons do ambiente. Câmeras também são posicionadas nas lentes do dispositivo e auxiliam na identificação da origem dos sons. Com isso, elementos de hardware, software e inteligência artificial são utilizados para isolar o áudio mais importante de ruídos secundários para o usuário.

Além disso, os óculos também devem ganhar uma funcionalidade que combina áudio digital e som ambiente. Essa opção traria um equilíbrio entre áudio artificial e natural, proporcionando qualidade sonora e imersão auditiva de alto nível.

Não é a primeira vez que o Facebook investe em pesquisas para produção de produtos da área de realidade aumentada. Em 2014, a empresa comprou a Oculus VR – empresa especializada na produção de equipamentos de realidade virtual – por US$ 2 bilhões.

Outras grandes empresas de tecnologia também atuam na criação de óculos de realidade aumentada. Em 2014, por exemplo, o Google lançou a primeira versão do Google Glass, que não foi muito bem recebida pelo público e logo abandonada.

Os óculos de realidade aumentada do Facebook ainda não têm nome, valor e nem data de lançamento.

Via: Popular Science