EnglishPortugueseSpanish

A Microsoft vai unir suas soluções de segurança digital para o Windows 10, o Microsoft 365 Defender e o Azure Defender, em uma única ferramenta antivírus, o Microsoft Defender. A empresa promete que o pacote fornecerá “a mais ampla cobertura de recursos de qualquer ferramenta de detecção e respostas a ameaças do setor”, usando IA para analisar ataques em diferentes vetores e fornecer resoluções automáticas sempre que possível.

“O ano de 2020 será lembrado como um período de transformação histórica. A pandemia mudou a maneira como as empresas operam e as pessoas trabalham. Uma coisa que não mudou é nossa natureza humana básica e a necessidade de nos sentirmos seguros. Não é de admirar, então, que a segurança cibernética seja tão importante agora”, afirmou explicou Vasu Jakkal, vice-presidente de Segurança, Conformidade e Identidade da Microsoft, em comunicado oficial.

publicidade

O novo Microsoft Defender também foi integrado à ferramenta de gerenciamento de eventos e informações de segurança da empresa, Azure Sentinel. A empresa também anunciou que o Microsoft Defender for Endpoint (anteriormente Microsoft Defender ATP) estará disponível no Android e em análise para o iOS.

Nas plataformas móveis, o serviço irá proteger contra ataques de phishing, aplicativos perigosos e arquivos maliciosos, e pode ser usado para bloquear dados corporativos para minimizar o risco de uma violação de segurança. De acordo com a Microsoft, o objetivo da reestruturação é simplificar suas ofertas de segurança.

“A segurança digital é sobre pessoas – é sobre capacitar equipes para defender e proteger funcionários, dados, trabalho e segurança pessoal. Trata-se de tornar as pessoas e organizações resilientes em um ambiente de mudanças inesperadas, como o trabalho remoto generalizado”, afirma Jakkal.

Via: TechRadar