EnglishPortugueseSpanish

Em parceria com a Visa, o Metrô Rio vai passar a aceitar pagamento por aproximação nas linhas de ônibus Metrô na Superfície (MNS) a partir desta quinta-feira (15). A compra de passagens poderá ser efetuada por meio de cartões de débito, crédito e pré-pago ou dispositivos habilitados, como celulares e smartwatches.

O recurso dispensa a necessidade de bilhetes físicos, o que pode reduzir filas. Para utilizá-lo, basta aproximar o meio de pagamento escolhido à catraca. O valor da tarifa será exibido no visor e descontado na fatura do cliente.

publicidade

A viagem pode começar nos ônibus e seguir para os trilhos ou vice-versa, mas a tarifa será cobrada somente uma vez. No segundo embarque, o procedimento é o mesmo, e o valor será exibido novamente no momento da aproximação, mas não será descontado. O usuário pode completar o percurso em um intervalo de até duas horas sem uma nova cobrança.

Reprodução

Linhas de ônibus Metrô na Superfície (MNS) partem das estações Botafogo e Antero de Quental. Imagem: Metrô Rio

 

Pagamento por aproximação

O Metrô Rio passou a oferecer pagamento por aproximação em abril do ano passado. Desde então, mais de um milhão de passagens foram adquiridas desta forma. Cartões de débito e crédito representam 63% do total de transações, enquanto os pagamentos feitos por outros dispositivos habilitados, como celulares com tecnologia NFC, smartwatches e pulseiras, foram 37%.

De acordo com a gerente de Comunicação e Responsabilidade Social do Metrô Rio, Simone Pfeil, o objetivo da iniciativa é “oferecer ao cliente uma experiência com qualidade e facilidade, dando mais comodidade com o uso de novas tecnologias”.      

A novidade chega em momento oportuno, também, porque desestimula o uso de cédulas de dinheiro nas bilheterias, reduzindo a circulação de um dos possíveis “meios de transporte” do novo coronavírus. É claro que, nesse aspecto, a medida só tem algum efeito se os veículos circularem com pouca lotação.

O MNS é uma extensão do metrô realizada por meio de duas linhas de ônibus especiais. Elas partem das estações Botafogo e Antero de Quental, no Leblon, com destino à Gávea, e passam por bairros da Zona Sul do Rio de Janeiro, como Humaitá, Jardim Botânico e Leblon. 

Via: O Globo