EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Mesmo com um considerável atraso em relação ao resto do mundo, o jogo “Call of Duty: Mobile” parece estar caminhando para um amplo sucesso no mercado chinês. O jogo entrou em pré-registro para seu lançamento no país asiático – marcado para 29 de outubro, quase um ano depois do Ocidente -, pelas mãos da Tencent, e já conta com quase 50 milhões de usuários pré-registrados.

Não que os chineses nunca tivessem jogado o título. “Call of Duty: Mobile” está em teste aberto (open beta) há algum tempo e a Tencent, que desenvolve o jogo por meio de um licenciamento da publisher americana Activision, já até conduziu ativações de marca – uma parceria com o “rei do pop chinês” Jay Chou – para gerar burburinho nas redes sociais locais.

publicidade

A razão do atraso no lançamento se dá pelas normas do governo chinês, que possui um crivo bastante exigente na aprovação de produtos de entretenimento no país. Devido à natureza do jogo – que estabelece cenários competitivos de guerra, com armas realistas e troca de tiros entre usuários -, as autoridades do país levaram um tempo maior para aprovação do material. Esta, por sua vez, finalmente veio em agosto deste ano, após a Tencent se comprometer a reduzir o impacto visual de algumas das cenas mais pesadas.

publicidade

“Call of Duty: Mobile” é a sensação do universo dos jogos online, já atingindo alto volume de relevância no cenário internacional de eSports e gerando algo próximo de US$ 500 milhões (pouco mais de R$ 2,8 bilhões em conversão direta) em seu primeiro ano de lançamento, segundo levantamento feito pela Sensor Tower.

Outros dados indicam que “Call of Duty: Mobile” vai superar com certa velocidade outro sucesso da Tencent – PUBG Mobile -, tornando-se o maior lançamento de jogos mobile do mundo após sua chegada na China. O beta atual já teve mais de 250 milhões de downloads, marca atingida em tempo menor que o seu concorrente direto.

Reprodução

Lançamento de “Call of Duty: Mobile” na China pode fazer do jogo não só o maior do país, mas o maior de todo o setor de jogos para smartphones no mundo. Imagem: Activision/Divulgação


Potência mundial dos jogos

Mais além, a China já se firmou como o maior mercado de jogos do mundo: a população ativa na indústria – isto é, as pessoas que contam com mecanismos para jogar – chegou a 685 milhões em 2019, correspondendo a 25% da indústria global, sendo 637 milhões destes, jogadores de dispositivos móveis como smartphones ou tablets. Este número deve aumentar para 772 milhões até 2024, segundo um relatório da Niko Partners.

No lado financeiro da conversa, a mesma empresa relata que a receita advinda de jogos mobile e de PC, somadas, chegaram a US$ 33,1 bilhões no fim do ano passado, com previsão de que o número supere US$ 46 bilhões até 2024.

Fonte: Gizmochina