EnglishPortugueseSpanish

O Google Messages agora permite que você agende o envio de uma mensagem para uma data e hora específicas. Segundo o site Android Police o recurso está aparecendo aos poucos para usuários nos EUA.

Para agendar uma mensagem basta escrever o texto e tocar e segurar o dedo sobre o ícone do “aviãozinho” no canto inferior direito da tela. Você pode escolher entre algumas sugestões de horário oferecidas pelo app, ou definir você mesmo a data e hora.

publicidade
Agendamento do envio de mensagens no Google Messages. Imagens: Android Police

Mensagens ainda não enviadas aparecem nas conversas como um balão azul com o ícone de um relógio. Antes que elas sejam enviadas é possível editar o texto, ou até mesmo excluir a mensagem se você mudar de ideia.

O Google Messages usa o protocolo RCS (Rich Communication Services), um sucessor do SMS definido e padronizado pela GSM Association e suportado por várias operadoras. Com ele é possível oferecer aos usuários recursos como troca de arquivos, conversas em grupo, chamadas de voz e vídeo sobre IP, compartilhamento de localização e muito mais, transformando a velha experiência do “SMS” em algo muito mais parecido com o que é encontrado em mensageiros como o WhatsApp, Telegram ou iMessage.

Ao que parece, o agendamento está sendo habilitado nos servidores do Google, portanto mesmo que um usuário atualize o app para a versão mais recente não há garantia de que ele estará disponível. Em testes rápidos, não encontramos este recurso entre usuários no Brasil.

Mais novidades

Recentemente o site XDA-Developers descobriu em uma versão beta do Google Messages um recurso para excluir automaticamente as mensagens com códigos de acesso ou validação (OPTs, do inglês One-Time Password) usadas por vários serviços como forma de verificar a identidade de um usuário.

publicidade

Como estes códigos são descartáveis e enviados via SMS, normalmente, a opção viria para limpar o acúmulo de mensagens com senhas que não podem mais ser usadas. Elas também costumam ser informadas via ligação de voz ou por e-mail, dependendo do serviço.

A maioria das OTPs, pela sua própria natureza, tem vida útil bastante curta, de poucos minutos. Depois do prazo de validade elas perdem utilidade, pois já não podem mais ser usadas para autenticar acessos ou confirmar contas. Portanto, sua exclusão automática não trará nenhum prejuízo ao usuário.

Fonte: Android Police