EnglishPortugueseSpanish

Após muitos anos com motoristas de segurança atrás do volante de seus veículos autônomos a Cruise, uma subsidiária da General Motors, está colocando carros sem motoristas nas ruas de San Francisco, na Califórnia.

Cinco veículos autônomos estão circulando em uma região da cidade conhecida como Sunset District, uma área comercial e residencial que tem muitas das características que tornam a cidade única, como ruas estreitas, ladeiras e neblina.

publicidade

Os testes começaram em novembro, depois de cinco anos e mais de 3 milhões de km percorridos com motoristas de segurança. A empresa tem planos para expandir a área dos testes, já que seus veículos autônomos têm permissão para circular em toda a cidade.

Mas apesar de autônomos, os carros não estarão vazios. Um técnico estará no banco do passageiro, monitorando o percurso. Embora ele não tenha acesso aos controles tradicionais, como volante, pedais e câmbio, pode fazer o carro parar em caso de emergência. Eventualmente, segundo a GM, os carros irão circular sem o técnico.

A Califórnia já concedeu autorização para cinco empresas testarem veículos autônomos: a Waymo (“irmã” do Google), Zoox, AutoX, Nuro e Cruise. A Cruise usa veículos elétricos, baseados no Chevrolet Bolt e equipados com um conjunto de computadores e instrumentos para direção autônoma.

Amazon também investe em veículos autônomos

Um veículo autônomo elétrico da Zoox, startup adquirida recentemente pela Amazon, foi flagrado transitando nas ruas de São Francisco, na Califórnia. As fotos foram compartilhadas no Twitter e no Reddit, e parecem ter sido tiradas durante filmagens para material publicitário de revelação do carro autônomo, que deve acontecer na próxima terça-feira (15).

Com um design que remete a um “mini-ônibus” simétrico, o veículo tem portas laterais para embarque e desembarque de passageiros e não tem espaço para um motorista. O layout sugere bancos virados para o centro, mas não há informações sobre sua capacidade. Em seu site, a empresa afirma que o veículo autônomo será bidirecional, ou seja, terá a mesma tração ao realizar movimentos para frente ou “em marcha à ré”

A Zoox chamou atenção ao ser adquirida pela Amazon em junho por US$ 1,2 bilhão, uma das maiores aquisições feitas pela empresa de Jeff Bezos. Atualmente ela é considerada uma companhia independente, gerida pelo CEO e fundador Aicha Evans e seu cofundador e CTO, Jesse Levinson.

Fonte: Washington Post