EnglishPortugueseSpanish

Os estúdios MGM, por trás dos filmes da série “007” e da trilogia “O Hobbit”, podem ser colocados à venda. Segundo fontes do Wall Street Journal, a empresa já teria até mesmo contratado uma firma de investimentos para avaliar seu portfólio e atribuir um preço mínimo de oferta.

As fontes do jornal, que pediram pelo anonimato devido à sua proximidade com o caso, afirmaram que a MGM Holdings – nome corporativo dos estúdios MGM – recrutou a Morgan Stanley e a Liontree LLC como consultoria em um eventual processo de venda.

publicidade

A percepção das empresas é a de que, somando todo o portfólio da marca MGM, os preços iniciais de oferta poderiam passar de US$ 5 bilhões (R$ 25,74 bilhões, na conversão direta).

MGM à venda James Bond 007
Os estúdios MGM são responsáveis pela franquia “007”, do agente secreto britânico James Bond. Imagem: Divulgação/MGM Studios

As produções conduzidas pela MGM incluem nomes de peso. Além das marcas já mencionadas, também são assinadas pela empresa franquias como “Rocky“, “O Silêncio dos Inocentes”, “O Exterminador do Futuro” e “Rain Man”, bem como séries de TV como “O Conto da Aia” (“The Handmaid’s Tale”) e “Vikings”.

Venda de produções da MGM para o streaming

Ao todo, estamos falando de mais de 4 mil produções e 17 mil horas de programação televisiva. A ideia é oferecer tudo isso a empresas de streaming que antecipem uma expansão de seus catálogos.

Evidentemente, a informação não é confirmada e não houve nenhum comentário por parte da MGM, mas a pandemia de Covid-19 trouxe um impacto no universo cinematográfico que foi amplamente sentido pelas empresas, que se viram forçadas a adaptar seus negócios – o investimento no streaming foi uma saída óbvia para isto.

MGM à venda o hobbit
“O Hobbit”, outra trilogia produzida pelos estúdios MGM, seria incluída em eventual acordo de venda da empresa. Imagem: MGM Studios/Divulgação

Concorrente da MGM, a Warner Bros. anunciou recentemente que várias de suas produções antes previstas apenas para os cinemas, também fariam estreias simultâneas no setor de streaming – “Duna” e “Matrix 4”, por exemplo, chegarão aos cinemas e à plataforma HBO Max. Outra empresa, a Disney, distribuiu o live action de “Mulan” por meio de sua plataforma de vídeo sob demanda Disney+.

Segundo o Statista, o volume de usuários que buscaram por opções e preços de assinatura de plataformas de streaming em 2020 aumentou, em média, 101,8%, com Netflix e Amazon Prime Video encabeçando a preferência, e Disney+ vindo em seguida.

Fonte: Wall Street Journal, Statista


Experimente o Disney+. Clique aqui e Assine agora!