EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Chargeasap Flash 2.0, powerbank desenvolvido com tecnologia da Tesla, é uma bateria portátil com 20.000 mAh de capacidade e potência de 100W de recarga, além de diversas funções avançadas que o colocam à frente de outros aparelhos do tipo. O aparelho chegou aos Estados Unidos se posicionando como uma das maiores opções do mercado para quem quase sempre se vê com pouca carga, mas nenhuma tomada disponível.

E quando falamos em “maiores”, estamos atribuindo um sentido literal: embora leve (pouco menos de 1 kg), ele parece uma versão mais grossa e agressiva do antigo iPod, trazendo uma espessura que certamente vai ocupar todo um bolso: o Chargeasap Flash 2.0 tem 14,47 cm x 8,12 cm x 2,54 cm, além de quatro portas USB (duas tipo A, duas tipo C), além de um indicador LED e suporte para recarga por indução, sem fio.

publicidade
powerbank tecnologia tesla chargeasap flash 2.0
O Chargeasap Flash 2.0 é um projeto independente que emprestou tecnologias da Tesla para criar um powerbank mais poderoso. Imagem: Chargeasap, via Indiegogo/Divulgação

O “charme” do Chargeasap Flash 2.0 reside no uso das baterias de grafeno – a mesma tecnologia que a Tesla usa em seus carros elétricos – para recarregar aparelhos. A vantagem desse modelo específico sobre o padrão de íon-lítio é uma capacidade de potência maior, além de esquentar bem menos. Considerando que ele consegue carregar dois Macbooks simultaneamente – além de oferecer suporte a smartphones, tablets e smartwatches -, o usuário consegue tirar amplo benefício sem ter que se preocupar muito com a sua vida útil.

Análises do aparelho feitas na mídia americana ressaltam que, para o público ocidental, adotar este powerbank com tecnologia da Tesla não deve compensar muita coisa: vendido a US$ 149 (R$ 774,13, na conversão direta), é possível comprar, por esse mesmo preço, o Zendure Supertank Pro, que tem um pouco mais de potência e capacidade, além de um design mais arrojado (embora use células de íon-lítio).

O motivo para isso é simples: o Chargeasap Flash 2.0 é fabricado na Austrália, um país atendido por linhas aéreas asiáticas que trazem, em suas normas técnicas, limites menores de potência. Entretanto, para quem faz muitas viagens internacionais e atravessa o Meridiano de Greenwich (pontos para quem lembrar das aulas primárias de Geografia) com frequência, essa pode ser uma opção bastante viável.

Fonte: Techtimes / 9to5Mac

publicidade