EnglishPortugueseSpanish

A Amazon anunciou nesta quarta-feira (30) a compra da Wondery, rede independente de podcasts, acirrando ainda mais a disputa com o Spotify. A empresa adquirida fará parte do Amazon Music, que passou a incluir podcasts (também seus próprios programas originais) em setembro. 

Segundo o anúncio da Amazon, “nada mudará para os ouvintes” com a aquisição. “Com o Amazon Music, a Wondery será capaz de fornecer conteúdo ainda mais inovador e de alta qualidade e continuar sua missão de levar um mundo de entretenimento e conhecimento para seu público, onde quer que eles ouçam”, escreveu a empresa.

publicidade

Embora o valor da compra não tenha sido revelado, o Wall Street Journal informou anteriormente, conforme o Olhar Digital adiantou, que as negociações de aquisição estavam em andamento e que avaliavam a Wondery em cerca de US$ 300 milhões.

Amazon Music
Wondery fará parte do Amazon Music. Foto: natmac stock/Shutterstock

A startup foi fundada em 2016 pelo ex-executivo da Fox, Hernan Lopez, que atualmente está lutando contra acusações federais de corrupção ligadas ao seu tempo no canal. Desde então, a Wondery arrecadou um total de US$ 15 milhões em financiamento.

Segundo revelou uma pessoa familiarizada com o assunto ao jornal americano, a startup está a caminho de aumentar a receita para mais de US$ 40 milhões este ano. Do total, 75% virá publicidade e o restante de licenciamento para TV e serviços de assinatura.

Podcasts no Brasil

No Brasil, assim como no México, os podcasts chegaram ao Amazon Music em novembro. Na época do anúncio, a Amazon também divulgou estar produzindo o seu primeiro podcast original para o público brasileiro – “A Música do Dia com Nelson Motta”. Mais além, nomes já conhecidos de outras plataformas, como o Flow Podcast, Mamilos e o Foro de Teresina.

publicidade

O podcast exclusivo da plataforma traz a condução do jornalista e produtor Nelson Motta, que indicará uma música por dia, compartilhando detalhes históricos sobre a sua indicação. Cada episódio terá duração de três a cinco minutos e o podcast, baseado no livro “101 canções que tocaram o Brasil”, será veiculado de segunda a sexta.

Fonte: TechCrunch