EnglishPortugueseSpanish

A Prefeitura do Rio de Janeiro deve lançar nos próximos dias um aplicativo para Android e iOS no objetivo de ampliar as frentes de combate à Covid-19. De acordo com o governo municipal, o app deve contar com recursos que medem o impacto do novo coronavírus na região do internauta com base nas informações que ele inserir no sistema.

A grosso modo, o aplicativo da prefeitura do Rio pedirá que você informe seus dados de geolocalização e endereço residencial. Apenas com isso ele já poderá lhe fornecer dados como a incidência da Covid-19 em suas proximidades, bem como exibir informações relacionadas a testes e (futuramente) vacinação, além de identificar um agente de saúde designado para a sua região graças à uma API do Google que transforma o endereço informado em coordenadas de latitude e longitude.

publicidade
Eduardo Paes, da prefeitura do Rio, junto de Claudio Castro, governador interino
O prefeito Eduardo Paes (DEM-RJ) e o governador interino do Rio, Claudio Castro (PSC-RJ) participaram de coletiva de divulgação do plano de combate à Covid-19. Imagem: Italo Boquimpani/Divulgação

Além disso, o app permitirá que você monitore a progressão do seu dia a dia dentro da pandemia, informando se você ou pessoas com quem você convive apresentaram sintomas da Covid-19 e analisando, com base nos seus dados, se você necessita de um acompanhamento simples ou um atendimento médico mais incisivo. 

“A partir daí, essas informações vão para um banco de dados da prefeitura e o sistema identifica a unidade da clínica de família do paciente, além de sua equipe de saúde, que faz o seu atendimento”, disse o subsecretário geral da Secretaria de Saúde do Município do Rio de Janeiro, José Carlos Prado Júnior. “O médico ou o enfermeiro deve ligar para acompanhar a evolução do paciente. Aqueles com maior risco de saúde terão um acompanhamento mais frequente para que a gente possa direcioná-lo para um atendimento de urgência, se necessário”, completou. 

A ideia do app, bem como o início de seu desenvolvimento, vieram na gestão anterior, com o atual prefeito Eduardo Paes (DEM-RJ), herdando a continuidade e finalização do projeto. Ele é parte de uma ação que traz diversas outras medidas de combate à Covid-19, que, em todo o estado fluminense, já conta com 439.345 casos confirmados da doença, com 25.617 óbitos, segundo o mapa do Google.

Prefeitura do Rio: divulgação de plano contra a Covid-19
Aplicativo para smartphones é uma parte de um plano bem maior de combate à Covid-19, que inclui também informações de vacinação. Imagem: Italo Boquimpani/Divulgação

De acordo com a equipe de saúde da prefeitura do Rio, na última semana, cerca de oito milhões de seringas chegaram à cidade e este número deve dobrar ao longo do mês de janeiro, em preparação para o início da campanha de vacinação. O estado deve seguir as diretrizes do plano nacional estabelecido pelo Ministério da Saúde, porém ainda não tem uma data fixa para começar. Entretanto, o prefeito Eduardo Paes deixou escapar em coletiva que a expectativa é que tudo se inicie ainda em janeiro.

“O aplicativo também funcionará para oferecermos as melhores informações sobre a doença e como tratá-la”, resumiu Prado Júnior. Ainda não há uma data fixa para lançamento do app, mas o Governo o promete para entrega nos próximos dias.

Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro