EnglishPortugueseSpanish

A espaçonave de carga Cygnus CRS-14, desenvolvida pela empresa norte-americana Northrop Grumman, irá deixar a Estação Espacial Internacional (ISS) na tarde quarta-feira. O evento será transmitido ao vivo às 13h10 no site da Nasa TV ou no canal da agência no YouTube.

Ao contrário das cápsulas Dragon, da SpaceX, as espaçonaves de carga da família Cygnus não são reutilizáveis. Sem uma forma de controlar a velocidade durante a reentrada na atmosfera, elas queimam como um meteoro e são destruídas antes de chegar ao solo. A Nasa se aproveita deste fato: antes da viagem de volta a cápsula é carregada com lixo gerado a bordo da ISS, que é incinerado com a espaçonave.

publicidade

Lançada em outubro de 2020, a CRS-14 foi responsável por levar à ISS o novo banheiro que foi instalado a bordo da estação, desenvolvido a um custo de US$ 23 milhões (mais de R$ 120 milhões). Chamado de Sistema Universal de Gerenciamento de Resíduos (UWMS, do inglês ‘Universal Waste Management System’), ele é 65% menor e 40% mais leve do que o modelo utilizado atualmente.

rabanete cultivado dentro da espaçonave iss
Rabanete cultivado a bordo da ISS. Sementes foram levadas pela CRS-14 em outubro

Um dos destaques no novo modelo é que ele foi “otimizado para a tripulação feminina”. De acordo com Melissa McKinley, gerente do projeto de Redução Logística de Sistemas de Exploração Avançada da Nasa, a agência passou “muito tempo trabalhando com os membros da tripulação” para tornar o uso do sanitário mais cômodo.

Outro produto pioneiro levado à ISS pela CRS-14 são rabanetes, parte de um experimento para a produção de alimentos em órbita. Atualmente já são produzidos na ISS alguns tipos de alfaces e vegetais folhosos, e os rabanetes são o próximo passo. Os astronautas irão cultivar sementes e estudar como diferentes condições de solo e luz afetam o crescimento das plantas em microgravidade.

Em menos de uma semana outra espaçonave de carga deixará a ISS: a Dragon CRS-21, da SpaceX, partirá na próxima segunda-feira (11) às 10h25. Após reentrar na atmosfera, ela usará seus para-quedas para pousar no Atlântico Norte. O evento também será transmitido pela Nasa TV.

publicidade