A trajetória de recall dos veículos elétricos da Tesla ganhou mais um capítulo nesta terça-feira (2). De acordo com as informações divulgadas pelo portal Electrek, um e-mail enviado para um dos proprietários de um veículo da montadora confirma que a empresa vai iniciar o recall para corrigir uma falha que atinge o Tesla Model S e Model X.

O problema afeta praticamente 135 mil veículos, causando problemas ao sistema de entretenimento e à tela sensível ao toque, integrada ao console dos carros elétricos da marca.

publicidade

De acordo com a agência de trânsito norte-americana NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration), a tela falha quando o chip de memória dos veículos fica sem espaço de armazenamento. Esse defeito afeta o sistema de setas, os desembaçadores, a câmera traseira, e por fim, também atinge o funcionamento do Autopilot, recurso de direção autônoma da Tesla.

A mensagem confirma o recall dos carros elétricos da marca que utilizam um chip de memória flash de 8 GB. Esse chip, basicamente o disco rígido de um Tesla, é parte crítica para o funcionamento de todo o software do carro. No entanto, seu uso contínuo ocasiona problemas quando o componente ultrapassa seu limite de ciclos de leitura e escrita de arquivos.

Upgrade de memória

Tesla Model S
Montadora vai oferecer um chip de memória com mais espaço de armazenamento. Imagem: Photosite/Shutterstock

Para os clientes afetados, a Tesla promete, além da troca do componente, um upgrade para um chip de memória de 64 GB de armazenamento. De acordo com a marca, o suficiente para garantir que os veículos continuem funcionando por um bom tempo.

A NHTSA vinha notificando a companhia desde janeiro sobre o problema. De acordo com o Wall Street Jornal, a montadora discordou da falha, no entanto, optou por oferecer o recall para investigar o problema. “É economicamente, se não tecnologicamente, inviável esperar que tais componentes possam ou devam ser projetados para durar toda a vida útil do veículo”, disse a Tesla.

Os veículos cobertos incluem modelos do sedã Model S fabricados entre 2012 e 2018, além de unidades do Model X fabricadas entre 2016 e 2018.

Fonte: Electrek, WSJ