EnglishPortugueseSpanish

Um ataque hacker na Flórida, Estados Unidos, teve como alvo o sistema de uma estação de tratamento de água responsável pelo fornecimento de uma cidade com cerca de 15 mil habitantes. A invasão remota, registrada na última sexta-feira (5), tentou “envenenar” a água ao alterar o conteúdo de hidróxido de sódio de 100 para 11.000 ppm (partes por milhão).

A invasão aconteceu no sistema de tratamento de água da cidade de Oldsmar. De acordo com o xerife Bob Gualtieri, do condado de Pinellas, o aumento é significativo e “potencialmente perigoso”. “Hidróxido de sódio, também conhecido como soda cáustica, é o principal ingrediente em produtos de limpeza” corrosivos, por exemplo.

publicidade

O ingrediente é usado em pequenas quantidades para nivelar a acidez da água. Em níveis altos, como um aumento de 11.000%, ele pode causar irritação e até queimadura na pele e nos olhos, danos à boca, garganta, estômago e outros.

Segundo Gualtieri, um funcionário da instalação identificou a falha e percebeu um usuário remoto acessando o sistema de tratamento de água. Ele viu o usuário desconhecido abrindo o software e aumentando os níveis de hidróxido de sódio, mas reverteu o processo antes que houvessem danos. “É importante ressaltar que o público nunca esteve em perigo”, afirmou.

A investigação ainda não prendeu ninguém, mas já possui pistas. Imagem: Gabinete do xerife de Oldsman/Reprodução

Invasão poderia ter causado potenciais danos

O caso é investigado pelas autoridades locais, pelo FBI e o Serviço Secreto dos EUA. Ainda não foi identificada a origem do ataque cibernético, tampouco seus responsáveis.

O prefeito de Oldsmar, Eric Seidel, informou que a mudança abrupta teria disparado os alarmes antes do problema se instaurar. “Mesmo se eles não tivessem detectado [a mudança], essas redundâncias têm alarmes nos sistemas que teriam detectado a mudança no nível de pH de qualquer maneira”.

publicidade

Segundo Gualtieri, se o funcionário em questão não tivesse notado o acesso indevido, as alterações precisariam de 24 a 36 horas para entrar em vigor.

Nenhuma residência ou morador foi afetado, mas o caso reforça como invasões cibernéticas em cadeias de suprimento podem ser perigosas. Em 2007, também nos EUA, uma estação de tratamento de água aumentou os níveis de hidróxido de sódio, causando queimaduras na pele de dezenas de moradores.

Fonte: Tampa Bay Times