EnglishPortugueseSpanish

Será que o fim da obesidade vem aí? Médicos e pesquisadores da Northwestern University, de Chicago, descobriram uma droga com potencial quase milagroso contra a obesidade. Em ensaios clínicos, pacientes que tomaram a Semaglutide perderam em média 15% da gordura corporal.

A Semaglutide não é exatamente uma droga nova, já que ela é comercializada pelo laboratório dinamarquês Novo Nordisk como tratamento para pacientes com diabetes tipo 2. Porém, os resultados dos estudos, que foram publicados no New England Journal of Medicine, foram obtidos a partir de testes com doses mais altas do medicamento. 

publicidade

O estudo foi realizado com cerca de 2 mil pessoas em 129 centros espalhados por 16 países, onde os pacientes receberam injeções de Semaglutide ou de um placebo ao longo de 68 semanas. Os pacientes que receberam a droga perderam, em média, 15% do peso corporal, enquanto os que receberam o placebo tiveram uma diminuição média de 2,4% em sua massa corpórea. 

Estima-se ainda que cerca de 30% dos participantes que receberam a Semaglutide perderam em torno de 20% do peso, resultados muito superiores aos de testes realizados com testes de outras drogas candidatas ao tratamento da obesidade. 

Fim da obesidade? Menor incidência de diabetes

Além da diminuição da gordura corporal, os participantes que receberam a droga também apresentaram melhora significativa nos sintomas de pré-diabetes e de diabetes, resultado que surpreendeu até os pesquisadores, que passaram a tratar a droga como um caminho para o fim da obesidade. 

“Este é o início de uma nova era de tratamentos eficazes para a obesidade”, afirma Dr. Robert Kushner, pesquisador da obesidade que liderou o estudo. “É uma virada no jogo”, completa. 

publicidade

O Dr. Clifford Rosen, do Maine Medical Center Research Institute, que foi um dos autores do editorial do New England Journal of Medicine que acompanhou o artigo, também se mostrou animado com os resultados da Smaglutide. “Acho que tem um enorme potencial para perda de peso”, afirma. 

O estudo com a Semaglutide confirma a teoria defendida por alguns cientistas, que afirmam que a perda de peso não é apenas uma questão de “fechar a boca” ou ter força de vontade, já que participantes que receberam a droga e que receberam o placebo, tiveram dietas e rotinas de exercícios físicos parecidas, mas não atingiram o mesmo resultado. 

Via: The Science Times 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!