EnglishPortugueseSpanish

O YouTuber Bill Thorpe, do canal “Games Made With Cardboard”, publicou um vídeo onde recria cenas icônicas do jogo “Doom 2” em construções de papelão. O vídeo, de aproximadamente 10 minutos, ganhou tanto destaque que chamou a atenção até mesmo do criador do game, o designer e produtor John Romero.

Thorpe, porém, já confirmou que essa será sua última empreitada do tipo, anunciando o fim do canal após nove longos meses de uma construção bastante detalhada. Não apenas o youtuber construiu cenários e modelos de personagens com alta fidelidade, como também conseguiu criar ações como monstros sangrando ou explodindo quando levam tiros – a sanguinolência desmedida é uma das principais características da franquia “Doom” e, mesmo em papelão, o resultado ficou muito bom.

publicidade

O canal “Games Made With Cardboard” seguirá no ar, mesmo sem novas produções, então se você gostou do material acima, todo o catálogo de produções feitas anteriormente continuará disponível – além de uma série especificamente dedicada ao “making off” que colocou o clássico jogo no mesmo material que as caixas do mercadinho do seu bairro.

“Doom” não fica bem só no papelão

O jogo “Doom” foi originalmente lançado em dezembro de 1993, criado por John Romero quando este liderava o estúdio id Software. Décadas mais tarde, a empresa seria incorporada à Bethesda Softworks (a mesma de “Fallout” e “The Elder Scrolls”), que vem produzindo os títulos da franquia – incluindo o mais recente “Doom Eternal” – desde então.

Captura de imagem mostrando como papelão foi usado para recriar o jogo "DOOM 2
Recriação do jogo “Doom 2” em papelão rendeu até elogios do criador do game, John Romero. Autor disse que projeto levou nove meses para ser concluído. Imagem: Games Made With Cardboard/Reprodução

O jogo original, porém, também é conhecido por outro motivo: devido às suas características leves no que tange aos requisitos mínimos para jogá-lo no PC, “DOOM” é normalmente visto como a escolha padrão para desenvolvedores de projetos inusitados, que fazem o game rodar em praticamente qualquer plataforma com um processador.

publicidade

Alguns projetos inusitados que merecem destaque por rodarem “Doom” incluem um teste de gravidez, um display de uma geladeira e uma calculadora gráfica cuja energia vinha de batatas. Outro bem interessante utilizava um robô-aspirador Roomba para desenhar mapas para uma versão modificada do jogo – o projeto foi apelidado como “Doomba”.

Fonte: Games Made With Cardboard (via YouTube)