EnglishPortugueseSpanish

A Nvidia revelou nesta quinta-feira (18) duas medidas para tentar aliviar o problema de oferta e demanda de placas de vídeo no mercado gamer. De início, a companhia vai diminuir o poder de mineração de criptomoedas na GeForce RTX 3060. O objetivo é que a placa se torne menos atrativa para essa operação.

Outra mudança é o lançamento da plataforma Nvidia CMP, uma nova categoria de produtos que vai oferecer processadores voltados especificamente para mineração.

publicidade

A novidade, de acordo com a Nvidia, visa atender “necessidades específicas de mineração”. Diferente das GPUs tradicionais, os processadores CMP não trabalham com gráficos avançados, logo, não terão muita utilidade em jogos.

Criptomoedas
Produtos da linha CMP serão voltados para mineração de criptomoedas. Imagem: Alpha Footage/Shutterstock

Os produtos da linha são “otimizados para o melhor desempenho e eficiência”, acrescenta a Nvidia. A CMP HX será a primeira família de processadores dedicados para mineração.

A lista de especificações de alguns produtos revelou detalhes dos modelos 30HX, 40HX, 50HX e 90HX. Os dois primeiros (com 6 GB e 8 GB de memória) serão lançados oficialmente no primeiro trimestre de 2021, enquanto os dois últimos (com 10 GB de RAM) chegam ao mercado no segundo trimestre.

Especificações da linha Nvidia CMP HX trazem de 6 GB a 10 GB de memória. Imagem: Nvidia/Reprodução

A tecnologia estará disponível em um conjunto de parceiros, incluindo nomes conhecidos, como Asus, Palit, MSI, Gigabyte, EVGA e Colorful. De acordo com a Nvidia, o hardware também possui “suporte otimizado para fluxo de ar”.

Menos poder de mineração na linha RTX

NVIDIA GeForce RTX
RTX 3060 vai ter desempenho reduzido para mineração de criptomoedas. Imagem: Kiklas/Shutterstock

Para a GeForce RTX 3060, próximo lançamento da família RTX marcado para a próxima quinta-feira (25), a NVIDIA vai adotar a prática de reduzir o desempenho da placa para mineração de criptomoedas.

A GPU terá novos drivers projetados para detectar o algoritmo de mineração, limitando a taxa de eficiência em cerca de 50%. É improvável que outras placas da linha RTX sofram com a mesma limitação, no entanto, é algo que pode ocorrer no futuro.

Por ora, de acordo com o portal SlashGear, a Nvidia está focada em “limitar a taxa de hash (taxa de desempenho em mineração) apenas na RTX 3060”.

Fonte: Nvidia, Slash Gear