EnglishPortugueseSpanish

A Samsung e a Porto Seguro se uniram para lançar um serviço chamado Tech Fácil, feito para aqueles que querem ter em mãos um smartphone topo de linha, como os Samsung Galaxy S21, mas não podem pagar muito.

Na prática, é um plano de aluguel de smartphone, com duração de 12 meses. O cliente paga uma mensalidade que inclui o valor do aparelho e seguro contra roubo, danos elétricos ou causados por líquidos. Caso necessário, ele terá acesso “mais rápido” à assistência técnica e direito a um smartphone reserva em caso de urgência.

publicidade

Ao fim do plano, o cliente tem três opções: devolver o aparelho usado e escolher um novo modelo (ajustando o valor das parcelas), devolver o aparelho e encerrar o contrato sem nenhum custo adicional ou então comprar o aparelho pagando aproximadamente 40% do valor dele no lançamento. O cliente também pode cancelar o plano a qualquer momento, devolvendo o aparelho e pagando 30% do valor das parcelas restantes.

O valor da mensalidade varia de acordo com o aparelho. Os modelos disponíveis são o Galaxy S21 5G (R$ 209), Galaxy S21+ 5G de 128 GB (R$ 259), Galaxy S21+ 5G de 256 GB (R$ 279) ou Galaxy S21 Ultra 5G de 256 GB (R$ 369). 

Samsung marca evento de lançamento da linha Galaxy S21 no Brasil
Família Galaxy S21. Aluguel com seguro a partir de R$ 209 mensais. Foto: Samsung/Divulgação

O Tech Fácil vale a pena?

Numa simulação, um Galaxy S21 5G sairia por R$ 2.508 (12 parcelas de R$ 209). Segundo a Porto Seguro, se o cliente optar por ficar com o aparelho ao fim do contrato pagará mais R$ 2.199,60. O total ficaria em R$ 4.667. Um Galaxy S21 5G novo, hoje, custa R$ 5.399 no site da Samsung. Ou seja, uma “economia” de R$ 691,40.

Mas é preciso ter atenção a alguns detalhes. Em caso de acionamento do seguro, o usuário terá de pagar um valor de co-participação, que é de 15% do custo do reparo em caso de danos elétricos, 20% no caso de danos físicos (ambos com um valor mínimo de R$ 150), 25% no caso de danos por água e 30% do valor do aparelho em caso de furto. O seguro só pode ser acionado uma vez a cada 12 meses, e é limitado ao valor do aparelho.

publicidade

Falando em reparos, o contrato do serviço deixa claro que o usuário está proibido de “realizar quaisquer modificações, expansões de hardware, reparos não autorizados pela Tech Fácil, substituição de telas, troca de baterias, utilização de cabos não originais ou fora das especificações”.

Ou seja, se for necessária uma troca de tela, você terá de fazê-la em uma autorizada Samsung, pelo preço de tabela. E em caso de inadimplência, a Porto Seguro afirma: “vamos te mandar o boleto com o valor total para você”.

“Os planos do Tech Fácil proporcionam uma nova forma de ter sempre os últimos lançamentos da Samsung com maior conveniência a um custo extremamente acessível para os clientes que estão sempre em busca do que há de mais avançado no mercado de smartphones”,destaca Eduardo Santos, diretor de B2B e Serviços para a área de dispositivos móveis da Samsung Brasil.