EnglishPortugueseSpanish

Cientistas alemães estão desenvolvendo uma nova geração de veículos autônomos de alta velocidade que podem representar o futuro do setor de logística. Batizados como “LoadRunners”, robôs transportadores que usam inteligência artificial e se comunicam por meio de redes 5G.

Os veículos são desenvolvidos pelo Instituto Fraunhofer para Fluxo de Materiais e Logística (IML) e devem conseguir se organizar em enxames para executar trabalhos de forma independente, além de serem capazes de separar grandes quantidades de pacotes.

publicidade

Com a adoção dos LoadRunners, os centros de logística devem ganhar muito em capacidade de gerenciamento e velocidade de entrega, algo muito útil em tempos que o comércio eletrônico cresce e os clientes desejam receber suas entregas em um tempo cada vez menor.

Organização em enxame

Estes robôs de transporte funcionam em um esquema de organização em enxame, que usou como base um sistema proprietário já existente da própria IML. Na ideia original, 20 drones imitam o comportamento de um bando de pássaros.

Na adaptação, cada LoadRunner se baseia continuamente no comportamento de seus vizinhos, adaptando sua direção e velocidade. Este sistema evita colisões, forma grupos e cria interações de decisões individuais, o que exclui a necessidade de um comando central.

“A direção de deslocamento e a direção de rotação são completamente independentes uma da outra”, explica Moritz Roidl, cientista da Fraunhofer IML. “Isso significa que o novo veículo de transporte pode virar em qualquer direção sem ter que manobrar”.

Potenciais usos para os robôs

Cada peça única do LoadRunner é capaz de transportar até 30 quilos de carga útil, o que o torna ideal para entregar produtos do dia a dia, como itens de mercado e de farmácia.

Outra alternativa para uso individual dos robôs são os aeroportos, já que o peso máximo de bagagem na maioria dos grandes terminais de passageiros é de cerca de 30 quilos.

Via: Informationsdienst Wissenschaft

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!