EnglishPortugueseSpanish

A Amazon irá doar um total de R$ 5,3 milhões ao Instituto Butantan para a construção de uma fábrica específica para vacinas contra a covid-19. 

O repasse do valor será realizado via Comunitas, uma organização da sociedade civil que tem trabalhado em conjunto ao Governo de São Paulo e a iniciativa privada para coordenar campanhas de arrecadação de fundos para combater o coronavírus.

publicidade

Em fevereiro, a diretora-presidente da Comunitas, Regina Esteves, já havia afirmado que a iniciativa da construção deve ser finalizada em setembro e que o esforço de arrecadação é uma ação conjunto com a InvestSP – programa de investimentos do Governo do Estado.

vacina covid
Quando estiver pronta, a nova fábrica do Butantan deve ter capacidade de produção de 100 milhões de doses anuais. Crédito: Shutterstock

A nova planta será importantíssima na mobilização contra a covid-19 porque irá possibilitar que a produção da vacina seja totalmente nacional, o que elimina a necessidade de importação da matéria-prima utilizada para a produção da CoronaVac, o Insumo Farmacêutico Ativo (IFA).

Além disso, o Butantan passará a ter uma capacidade produtiva estimada em 100 milhões de doses por ano.

Comunitas e o Butantan

A Comunitas foi a responsável pela criação de um modelo de governança que resultou na arrecadação dos valores doados por empresas privadas – incluindo a gigante de Jeff Bezos. Até o momento, a ação conta com a Amazon e mais de 30 outras empresas.

Dentre as companhias que estão direcionando recursos para a iniciativa estão: AmBev, Americanas, Astellas, B2W Digital, B3, Ball, Bradesco, BRF, BTG, Comgás, Cosan, Daycoval, Droga Raia, Falconi, Fundação Casas Bahia, iFood, ISA CTEEP, Itaú, JBS, Magalu, Minerva Foods, Novelis, Peninsula, PWC, Rappi, Rede D’Or, Safra, Santander, Sinditêxtil, Sindusfarma, Stone, Stocche Forbes, Tishman Speyer, Vale, Votorantim e XP Investimentos.

Para a Amazon, participar da iniciativa é especialmente interessante porque vai ao encontro de diversas movimentações da empresa com intuito de ter todos os seus funcionários devidamente vacinados assim que possível, bem como auxiliar no combate à doença.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a Big Tech chegou a oferecer ajuda ao presidente Joe Biden, com intuito de auxiliar na distribuição de vacinas contra a covid-19 no país.

Até o momento, já foram contabilizados R$ 162 milhões enviados à construção, que teve as obras iniciadas em novembro passado – isso sem contar a doação da Amazon. A meta inicial anunciada pelo Governador João Doria para erguer a planta era de um montante entre R$ 160 milhões a 180 milhões.

“Ultrapassamos a meta de R$ 160 milhões inicialmente prevista e, nos próximos meses, concluiremos a obra”, afirmou o presidente da InvestSP, Wilson Mello. O executivo afirma que a produção integral da vacina em solo nacional será iniciada ainda neste ano. “É uma grande vitória nessa luta contra o coronavírus”, completa.

Até março, a expectativa é conseguir mais R$ 20 milhões em doações do setor privado, que serão direcionados às compras de equipamentos suplementares à fábrica.

Via: InvesteSP, Comunitas, Folha de S.Paulo