O Brasil ainda deve levar mais de um ano para atingir a imunidade de rebanho. Estimativas da consultoria Airfinity avaliam que o país só vai concluir a vacinação de 75% da população contra a Covid-19 em abril de 2022. A Airfinity é a principal fonte de informações e inteligência sobre o ritmo de vacinação global.

De acordo com a entidade, se os acordos fechados pelo governo federal com farmacêuticas e a capacidade nacional de produção de imunizante contra a Covid-19 forem cumpridos, o Brasil vai concluir a vacinação de profissionais de saúde e grupos de risco até o começo de agosto deste ano. Isso quer dizer que esses indivíduos ainda vão esperar quatro meses para serem vacinados em meio ao pior momento da crise sanitária no Brasil.

publicidade

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que o Brasil precisa adotar imediatamente medidas de controle rígidas para frear a disseminação do novo coronavírus em território nacional. Segundo dados oficiais do governo, cerca de 9.816.727 doses de vacina contra a Covid-19 foram aplicadas até o momento. Isso corresponde a 4,6% da população nacional e 12,7% dos cidadãos de grupos de risco.

Diversas injeções com vacinas contra Covid-19 e ao fundo uma bandeira do Brasil
Imunidade da população brasileira contra a Covid-19 deve ser atingida apenas no ano que vem. Foto: phanurak rubpol/Shutterstock

Vacinação lenta no Brasil

Ainda de acordo com a consultoria, o ritmo de vacinação em território nacional aponta que diversas outras nações atingirão a imunização de rebanho meses antes do Brasil. Os EUA, por exemplo, concluirão a vacinação dos grupos prioritários até o fim de abril. A imunização de 75% da população americana está prevista para ser atingida até agosto de 2021.

No Reino Unido, a vacinação do segmento de maior risco contra a Covid-19 deve ser completada em maio e a imunidade de rebanho pode ser atingida na última semana de agosto de 2021. Canada e Japão — sede da Olimpíada — imunizarão 75% de sua população até julho e outubro deste ano, respectivamente.

A China, por sua vez, atingirá a imunidade de rebanho apenas em junho de 2022. Embora atrasada em relação ao cronograma brasileiro, o país asiático tem quase seis vezes mais habitantes que o Brasil.

Fonte: Uol