Lançado em novembro de 2020 no mundo inteiro, o PlayStation 5 é o mais recente e avançado console desenvolvido pela Sony, e a quinta geração da linha que conquista corações dos gamers há mais de 25 anos. O PS5 é bem mais potente que o PlayStation 4 (incluindo o modelo Pro) e promete jogos que não eram possíveis em aparelhos antigos.

Com um design bastante diferente – e com um ar até futurista – e um controle redesenhado e com novas funções, o PS5 também tem novas funções e compatibilidade com diversos serviços multimídia, além da biblioteca de jogos do PS4 quase completa dispoinível desde o lançamento

publicidade

Confira abaixo tudo o que você precisa saber sobre o mais novo console PlayStation 5.

Quanto custa o PlayStation 5?

Lançado em novembro de 2020, o PlayStation 5 chegou às lojas em dois modelos. Um deles conta com leitor de discos, enquanto a outra é compatível apenas com jogos digitais.

Nos Estados Unidos, o PS5 apenas digital sai por US$ 449, enquanto o modelo com leitor de discos custa US$ 499.

No Brasil, a Sony também lançou os dois modelos. Por aqui, a versão com leitor de discos tem preço oficial de R$ 4.699, enquanto o PS5 digital custa R$ 4.199.

Quais são as novidades do PlayStation 5?

Design, potência e armazenamento

playstation 5 ps5
Design do PS5. Imagem: Kerde Severin/Pexels

O PS5 tem um design bastante diferente de outros consoles da marca – ele é também o maior aparelho já lançado da linha PlayStation. É que, por dentro, a Sony colocou um hardware bastante avançado prometendo recursos gráficos antes impossíveis em consoles da linha, além de tempos de carregamento quase inexistentes.

A Sony disponibiliza o PS5 em dois modelos. Eles são idênticos em design e hardware, e a única diferença é que um deles não conta com leitor de discos – ou seja, ele só tem compatibilidade com versões digitais dos games.

O console tem CPU AMD Zen 2 de oito núcleos com clock de 3,5 GHz e uma GPU personalizada usando a tecnologia RDNA 2 da AMD, que oferece 10,28 teraflops de potência. Além disso, a empresa equipou o aparelho com 16 GB de memória RAM GDDR6 e um SSD personalizado de 825 GB.

De acordo com a Sony, a adoção de um SSD, aliado ao hardware do aparelho, fará com que o tempo de loading em jogos seja diminuído para quase zero, além de reduzir significativamente o tempo de carregamento em recursos de “viagem rápida” presentes em games de mundo aberto. No ano passado, a companhia demonstrou o PlayStation 5 ao lado do console anterior em um teste do game ‘Marvel’s Spider Man’.

No entanto, o console não vai se limitar ao SSD que vem de fábrica. O videogame tem uma entrada NVMe SSD para armazenamento expansível.

Controle DualSense

O PS4 surpreendeu ao contar com um controle bastante diferente dos três DualShock anteriores, e o PS5 vai mais além com o novo modelo de controlador chamado DualSense. Ele conta com gatilhos adaptativos e feedback tátil, abrindo novas possibilidades para desenvolvedores.

E os desenvolvedores do PS5 já trataram da jogabilidade ao explicar como estão usando os gatilhos adaptativos e os feedbacks táteis do DualSense, controle sem fio desenvolvido para o console, para melhorar a experiência dos jogadores.

O controle DualSense, do PlayStation 5, exibido em detalhe
Imagem: Miguel Lagoa/Shutterstock

Antes de continuar, vale lembrar que os gatilhos adaptativos foram aplicados aos botões L2 e R2 do DualSense para que os desenvolvedores de games possam incluir certas resistências ao toque de acordo com diferentes aspectos do jogo. O feedback tátil, por sua vez, é como o controle reage, em termos de vibrações e outras sensações, ao que está acontecendo no game.

Segundo os desenvolvedores do DualSense, em jogos como “Deathloop”, por exemplo, os gatilhos adaptativos serão utilizados para fazer as armas parecerem diferentes umas das outras pelo toque. Além disso, se acontecer de uma arma emperrar, o gatilho do controle também emperrará.

Já os feedbacks táteis dão ao game “Demon’s Souls” a capacidade de “parecer mais corajoso, escuro e mortal”, visto que o jogador sentirá cada golpe recebido, o que dá a vantagem de uma reação mais rápida.

Comentários sobre recursos hápticos envolvem o PS5 desde o seu primeiro anúncio oficial. Na ocasião, os desenvolvedores deixaram claro que o console apresentará aos jogadores “um mundo onde você pode sentir a força na ponta dos dedos”.

Vale a pena comprar um PS5?

Com tantas novidades, o PlayStation 5 promete uma experiência bastante diferente do que vimos no PlayStation 4. E isso de fato é verdade – pelo menos em relação à experiência do usuário e o DualSense, novo controle da empresa. A implementação de um SSD também faz parte do pacote, trazendo melhorias significativas no carregamento dos jogos e até do próprio sistema.

Para confirmar que todas essas promessas se cumprem e ver o que os consumidores podem esperar do PS5, o Olhar Digital recebeu da Sony uma unidade antecipada do console para testes. Confira quais foram as nossas conclusões sobre o console no review completo.

Jogos

Além da compatibilidade com os jogos do PS4, o PS5 também terá, obviamente, produções próprias que vão se aproveitar bem dos novos recursos tecnológicos oferecidos pelo console. Alguns títulos, como Demon’s Souls e Spider-Man: Miles Morales, por exemplo, já oferecem mais do que o PS4 conseguia.

Para saber mais sobre os jogos disponibilizados no lançamento do PlayStation 5, confira aqui um especial produzido pelo Olhar Digital.

Muitos outros títulos de peso estão prometidos para o futuro do console, incluindo Horizon: Forbidden West, God of War Ragnarok, Gran Turismo 7, Final Fantasy VII Remake Integrade, Resident Evil 8: Village, Final Fantasy XVI, Kena: Bridge of the Spirits, Ghostwire: Tokyo, Deathloop e muito mais.