EnglishPortugueseSpanish

Um peixe-lua foi encontrado morto na última sexta-feira (19) por surfistas na Praia da Leste-Oeste, em Fortaleza. Da espécie Masturus Lanceolatus, o animal intrigou banhistas no local, já que se trata do maior peixe ósseo do mundo e vive no litoral brasileiro.

Peixe-lua aparece morto em praia de Fortaleza. Imagem: Reprodução/Redes Sociais
Peixe-lua aparece morto em praia de Fortaleza. Imagem: Reprodução/Redes Sociais

O vertebrado aquático apareceu após a maré baixar e reuniu curiosos pela sua anatomia bem diferente dos demais animais marinhos. Com um corpo circular, que termina como se alguém tivesse cortado sua barbatana caudal, ele é conhecido pelos cientistas como “Mola mola” e pertence à ordem dos Tetraodontiformes, podendo chegar a medir 4 metros de comprimento.

publicidade

“Essa espécie é comum em águas tropicais e temperadas. Vive em grandes profundidades, mas pode vir à superfície eventualmente”, explica Luís Ernesto Arruda Bezerra, do Labomar (Instituto de Ciências do Mar), da UFC (Universidade Federal do Ceará).

Peixe-lua aparece morto em praia de Fortaleza. Imagem: Reprodução/Redes Sociais
Peixe-lua aparece morto em praia de Fortaleza. Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Segundo a pesquisadora Caroline Vieira Feitosa, também da equipe do Labomar, não são comuns aparecimentos desse tipo. Essa é uma espécie de águas profundas, vivendo a aproximadamente 700 metros de profundidade.

“Para aparecer nessa situação, provavelmente ele deveria estar acometido por alguma enfermidade, alguma coisa que a gente não sabe por que não foi a gente que coletou o animal”, explicou a especialista.

Por sua estrutura enorme, o peixe-lua é lento, se tornando uma das maiores e mais saborosas refeições de tubarões. Eles geralmente são encontrados nos oceanos Atlântico, Índico e Pacífico, e também facilmente difundido no Mediterrâneo. Alguns pesquisadores acreditam que o motivo pelo qual o peixe vem à superfície é apenas para se aquecer, depois de prolongados e profundos mergulhos.

Maior peixe ósseo aparece morto em praia de Fortaleza. Imagem: Shutterstock
Maior peixe ósseo aparece morto em praia de Fortaleza. Imagem: Shutterstock

Em outros estudos, identifica-se que é comum na rotina da espécie migrações regulares, fazendo com que a espécie se aproxime de praias quando estas são “invadidas” por medusas, salpas e outros organismos do plâncton, que é seu alimento habitual.

Maior peixe ósseo aparece morto em praia de Fortaleza. Imagem: Shutterstock
Maior peixe ósseo aparece morto em praia de Fortaleza. Imagem: Shutterstock

Leia mais!

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!