Uma estranha criatura marinha deixou os usuários do Facebook muito intrigados. O pescador Nate Ethan Iszac postou em seu perfil fotos de uma pescaria nas águas do Alasca que gerou frutos um tanto quanto inusitados. A publicação do pescador viralizou pois internautas se impressionaram com a criatura assustadora, que na verdade é conhecida como enguia-lobo.

O ser horripilante mede quase a metade do corpo do pescador e possui mandíbulas incrivelmente grandes que vem acompanhadas de dentes muito afiados. E não demorou muito para os internautas encontrarem um apelido para o animal, que em poucos minutos passou a ser chamado de “monstro marinho da vida real”.

publicidade
Pescador segurando enguia-lobo capturada no Alasca
Enguia-lobo é capturada no Alasca. Imagem: Olhar Digtial

Nate afirmou em sua publicação que a criatura, na verdade, era uma enguia-lobo e encontrá-la é mais comum que o imaginado. “Quando vimos, havia uma excitação nervosa no ar. Já os vi antes e sei que podem morder com muita força, por isso fomos cautelosos”, disse o pescador ao portal Times Now News.

Nate informou que após os cliques a enguia-lobo foi devolvida ao seu habitat natural e saiu nadando tranquilamente, assim como todos os animais que captura.

Pescador segurando enguia-lobo capturada no Alasca
Postagem viralizou e deixou internautas assustados. Imagem: Olhar Digital

Apesar da aparência assustadora, as enguias-lobo são animais tranquilos que podem se adaptar a presença de humanos. Diferente da maioria dos peixes, essa espécie não possui escamas, apenas uma pele de couro macio e os machos podem ultrapassar os dois metros de comprimento.

Veja mais!

Os caninos do animal estão localizados na frente da boca e os molares se alinham em cima e embaixo, facilitando o processo de trituração dos alimentos. Segundo estudos sobre a espécie, a mordida é tão poderosa que nem mesmo conchas resistem inteiras.

Uma das maiores curiosidades do animal é seu zelo pelos ovos. O macho e a fêmea se alternam na busca por alimentos a fim de não deixar os descendentes sem vigilância.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!