O WhatsApp está prestes a implementar seu sistema de pagamentos pela plataforma e conseguiu uma autorização do Banco Central do Brasil nesta terça-feira (30) para fazer isso.

O órgão informou em nota que liberou pagamentos feitos pelas bandeiras Visa, Mastercard, além do próprio Facebook. “As autorizações permitem que ele seja utilizado para realizar a transferência de recursos entre seus usuários”, disse o Banco Central.

publicidade

Apesar da liberação para pagamentos no WhatsApp, o órgão disse que ainda avalia a autorização para o Facebook Pay, que segue em análise.

Leia mais:

“O BC acredita que as autorizações concedidas poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos”, completa ainda o banco.

Em nota, o WhatsApp afirmou estar “nos preparativos finais para disponibilizar esta funcionalidade do WhatsApp no Brasil assim que possível.”

“Agora, mais do que nunca, pagamentos digitais seguros e convenientes oferecem uma solução vital para transferir dinheiro rapidamente para pessoas que necessitam e auxiliar empresas em sua recuperação econômica. Compartilharemos mais informações assim que a função de pagamentos estiver disponível no WhatsApp”, disse um porta-voz da empresa.

Pagamentos via WhatsApp

Em janeiro, os usuários do WhatsApp começaram a receber um aviso sobre os novos termos de serviço e política de privacidade. A mensagem indica atualizações importantes que afetam como o mensageiro processa os dados de seus utilizadores, e também voltam a falar em pagamentos pelo aplicativo.

O Facebook já tentou introduzir um sistema de pagamentos no WhatsApp no Brasil, mas acabou adiando o projeto. A nova política de privacidade volta a citar o recurso a partir da conexão da conta do Facebook Pay para transferência de dinheiro via WhatsApp.

A princípio, o serviço começará com transferências na modalidade P2P, ou “peer to peer” – transferências de valores entre pessoas. Já em um segundo momento, seria implantado a modalidade P2M, possibilitando o pagamento entre pessoas e comércios.

A intenção é que o usuário não apenas converse com empresas pelo app, mas também inicie e finalize compras sem precisar recorrer a outros sistemas. Por isso, a chegada dos pagamentos pelo WhatsApp é tão eminente.