EnglishPortugueseSpanish

Lanternas traseiras indicadoras de mudança de direção para bikes são fáceis de encontrar, mas os controles montados nas barras trazem mais dificuldades do que ajuda aos ciclistas. Mas calma: a startup Eesens resolveu investir em algo mais prático e lançou um acessório capaz de dar seta apenas com o movimento da cabeça.

Em termos de hardware, há duas partes essenciais para a configuração da lanterna, batizada pela empresa de ‘Shield’: uma luz montada no espigão e um sensor de movimento sem fio colocado na parte de trás do capacete do piloto. Confira o funcionamento no vídeo abaixo:

publicidade

A ideia do aparelho é simples: quando o ciclista vira a cabeça para verificar por trás do ombro antes fazer a conversão, o sistema do capacete detecta o movimento e aciona automaticamente os LEDs indicadores na lanterna. Ou seja: olhar para a esquerda ativa as luzes de virar à esquerda, enquanto olhar para a direita ativa as luzes de virar à direita.

Para não acionar a seta de forma desnecessária ou desligar acidentalmente os indicadores de mudança de direção, os ciclista podem optar por um dos quatro níveis de sensibilidade predefinidos.

Além da “seta inteligente”, a lanterna traseira detecta quando a bike diminui repentinamente, fazendo com que os LEDs fiquem brilhando em vermelho brilhem temporariamente, servindo como uma luz de freio ao veículo.

SHIELD, da Eesens, dá seta com movimento da cabeça e protege sua bike. Imagem: EESENS/Divulgação
SHIELD, da Eesens, dá seta com movimento da cabeça e protege sua bike. Imagem: EESENS/Divulgação

E além de inteligente nas ruas, a luz traseira funcione como um alarme de roubo. Caso a lanterna detecte que a bicicleta foi movida após ser deixada em algum lugar, o acessório emite um som estridente de 110 decibéis e notifica o proprietário por meio de um aplicativo que o acompanha e de um LED piscando dentro da unidade do capacete.

O app também permite que o ciclista localize a bicicleta caso esqueça onde estacionou, fazendo com que o ‘Shield’ apite remotamente. Caso não tenha rede de internet disponível no smartphone, o capacete também pode ser usado para soar o alarme.

Leia mais:

Tanto a unidade do capacete quanto a luz traseira são resistentes à água (IPX6, podem suportar um spray de alta pressão) e possuem bateria capaz de durar por aproximadamente duas semanas via carga USB. O peso do sistema, ao todo, é de 95 gramas.

Se você estiver interessado na ‘Shield’, a Eesens atualmente colocou o produto em uma campanha crowdfunding (financiamento coletivo) na plataforma Indiegogo. É possível adquirir a lanterna traseira agora por US$ 52 (quase R$ 290), visto que o preço pelo qual será comercializado é de US$ 70 (cerca de R$ 391).

SHIELD, da Eesens, dá seta com movimento da cabeça e protege sua bike. Imagem: EESENS/Divulgação
Imagem: EESENS/Divulgação

Fonte: New Atlas

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!