EnglishPortugueseSpanish

A Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, autorizou, nesta quinta-feira (8), novos testes de vacina contra a Covid-19. O imunizante da vez é produzido pela biofarmacêutica canadense Medicago R&D Inc, em parceria com a farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK).

O ensaio clínico aprovado para ser realizado no Brasil é de fase 3 (última etapa) e contará com 3,5 mil voluntários, todos com mais de 18 anos.

publicidade
Campanha de vacinação é iniciada após aprovação de vacinas para uso emergencial pela Anvisa
Anvisa aprova novos testes de vacina contra a Covid-19. Créditos: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com

Segundo a Anvisa, cada participante vai receber, de modo aleatório, uma única dose da vacina ou um placebo (substância inativa) para servir de grupo controle. Esse processo é do tipo “cego para observador”, quando os pesquisadores ou voluntários não sabem quem recebeu imunizante e quem recebeu a substância inativa.

Caso seja aprovada, a vacina da Medicago/GSK será aplicada em duas doses em um intervalo de 21 dias. Ainda é incerto quando o ensaio ocorrerá, uma vez que o início depende da aprovação do Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), e se será restrito apenas aos profissionais da saúde.

Leia também: 

De acordo com o órgão regulador, o possível imunizante usa tecnologia de partícula semelhante ao coronavírus. Na fase 3, a agência também planeja incluir até 30 mil voluntários distribuídos entre o Canadá, Estados Unidos, além da América Latina, Reino Unido e Europa.

O estudo da vacina da Medicago/GSK agora se junta aos de Oxford/AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer e Janssen como os únicos aprovados pela Anvisa.

Via: Anvisa

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!