EnglishPortugueseSpanish

Em nota oficial, o Facebook anunciou nesta quinta-feira (15) que conseguiu atingir sua meta de ter todas as operações alimentadas por energia 100% renovável. O objetivo foi traçado e anunciado em 2018 para ajudar no combate às mudanças climáticas no planeta. Desde 2017, a companhia utilizava energia limpa e renovável em mais da metade de suas operações.

Para alcançar a meta, o Facebook realizou grandes investimentos em energia limpa. A companhia possui acordos que preveem a oferta de 3 gigawatts de energia solar e eólica por ano.

publicidade
Terra poderá ser totalmente alimentada por energia renovável, afirmam cientistas
Facebook anuncia conquista antes do Dia da Terra.
Crédito: Shutterstock

O anúncio ocorreu antes do Dia da Terra, evento anual realizado em 22 de abril com foco na proteção ambiental. A conquista do Facebook mostra o que as empresas de tecnologia fazem para compensar seus impactos nocivos ao meio ambiente. Há anos, grupos ambientais, como o Greenpeace, pressionam as gigantes tecnológicas para que se tornem “mais ecológicas”.

O novo desafio da empresa de Mark Zuckerberg será adotar a energia limpa em toda a sua cadeia de valor até 2030.

Facebook e Instagram adicionam selo sobre tratamento sem comprovação

O Facebook também anunciou nesta semana que irá adicionar um novo selo informativo a respeito da Covid-19. A partir de agora, conteúdos relacionados receberão a seguinte mensagem: “Alguns tratamentos não aprovados para Covid-19 podem causar danos graves”. O Instagram também terá suas publicações alertadas com o recado.

O novo rótulo será lançado nas próximas semanas e terá versões para inglês, espanhol, português, francês, indonésio e árabe. Desde o início da pandemia causada pelo novo coronavírus, a empresa tem trabalhado para oferecer informações seguras e atualizadas sobre o tema, priorizando o combate às famosas fake news. Todo conteúdo referente à Covid-19 que navega pela internet já conta com um selo que direciona o usuário a Central de Informações da doença dentro da plataforma do Facebook que, agora, informará também sobre tratamentos que não têm comprovação cientifica.

Fonte: CNET / Facebook

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!