EnglishPortugueseSpanish

O Exército dos EUA está testando um novo par de botas que também é uma espécie de exoesqueleto. O equipamento foi batizado de Dephy ExoBoot e tem a função de fazer com que os soldados consigam carregar mochilas pesadas com facilidade por longas distâncias

O equipamento possui uma espécie de computador interno e sensores que têm a função de coletar informações. Com isso, o ExoBoot consegue ajudar o usuário através de atuadores que são embutidos nele. 

publicidade

Leia também: 

As botas possuem 40 pontos reflexivos em toda a extensão do equipamento e 128 eletrodos em uma espécie de calota craniana, que têm a função de detectar movimentos minuciosos do soldado que estiver usando o dispositivo. 

Os pesquisadores militares foram capazes de ajustar o desempenho do exoesqueleto para que os usuários pudessem caminhar por uma esteira por cerca de uma hora. 

“Isso vai melhorar nossa compreensão de como os humanos se adaptam a sistemas inteligentes, mas esses sinais também carregam informações que podem ser usadas para ajudar a treinar o agente”, disse Cortney Bradford, cientista pesquisador do Comando de Desenvolvimento de Capacidades de Combate do Exército dos EUA. 

Algumas dúvidas

Pesquisadores militares ainda querem coletar mais dados. Crédito: USA Army

Por ainda estar na fase de testes, os pesquisadores ainda não conseguem dizer com precisão se o ExoBoot é ou não capaz de aliviar o estresse dos combatentes ao carregar grandes volumes de carga a pé.  

Nos próximos meses, os cientistas militares devem analisar os dados obtidos durante os testes e apresentar um relatório completo até o meio do ano. “Não temos muitos dados para comparar”, disse Bradford. “Nosso objetivo de longo prazo é identificar a biometria crítica e integrá-la aos controles do exoesqueleto”, completou o militar. 

Com informações do Futurism 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!