A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu, nesta sexta-feira (23), o protocolo de estudos da vacina Butanvac, desenvolvida pelo Instituto Butantan.

De acordo com a agência, a autorização pedida pelo Instituto é para testes de fase clínica 1 e 2 da vacina. Esta etapa ainda não envolveu testes em humanos.

publicidade
Vacina Butanvac
Imagem: Divulgação Instituto Butantan

Afinal, o que é esse protocolo?

O protocolo de pesquisa explica qual a metodologia do estudo e responde questões importantes, tais quais:

  • Números de participantes previstos;
  • Locais de condução dos estudos;
  • Resultados esperados.

Qual o prazo de análise?

Para pesquisas clínicas que tratem a Covid-19, a Anvisa dá um prazo de três dias e exige que o estudo esteja completo. Segundo a agência, sua equipe técnica começou a avaliação para dar seguimento a análise de autorização do estudo.

Anvisa aprova uso emergencial de um coquetel contra a Covid-19

A Anvisa já havia aprovado, na última terça-feira (20), o uso emergencial de um medicamento para o tratamento da Covid-19. O coquetel chamado de Regn-CoV2 possui a combinação de dois anticorpos monoclonais, o casirivimabe e imdevimabe.

Os medicamentos devem ser utilizados em pacientes com quadros leves e moderados da doença, nos adultos e crianças a partir de 12 anos com infecção confirmada por laboratório e com alto risco de progredir para formas graves da doença.

Leia mais:

O medicamento aplicado por infusão intravenosa é restrito apenas a uso hospitalar e a venda é proibida no comércio.

A Anvisa ressalta, que os anticorpos autorizados não previnem a doença. E, é importante lembrar que o medicamento não substitui as vacinas contra a Covid-19.

Via: Agência Nacional de Vigilância Sanitária