A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), principal reguladora no combate à pandemia da Covid-19, fez um alerta, nesta sexta-feira (30), sobre um novo golpe envolvendo seu nome.

De acordo com informações da agência, um e-mail é enviado para locais especializados na luta contra o coronavírus. Dentro do corpo da mensagem, o contato agenda uma suposta vistoria para checar medidas de prevenção contra a Covid-19.

publicidade
Homem mascarado fazendo um telefonema

A mensagem, segundo a Anvisa, instrui o destinatário a clicar em um link para, dessa maneira, realizar o agendamento. No final do texto é possível ver uma assinatura em nome da “equipe municipal de combate à Covid-19”. 

A agência orienta, caso você receba um e-mail assim, não clicar nos links incorporados na mensagem. “Para esclarecer dúvidas ou fazer denúncias, entre em contato com a Anvisa por meio de um dos nossos canais de atendimento oficiais”, informou a nota oficial da agência.

Não é só com a Anvisa: Vacinas oferecidas via WhatsApp podem ser golpe

Sem garantia de entrega ou aval das fabricantes, o mercado paralelo de vacinas apresenta ofertas, no mínimo, suspeitas para venda de imunizantes contra a Covid-19. E as propostas chegam, inclusive, por WhatsApp. Foi o que aconteceu com o jornal Estadão, na semana passada.

Leia mais:

A empresa alemã GB Trading, que vende luvas, máscaras e álcool em gel pela internet, apresentou ao veículo proposta para 20 milhões de frascos da vacina anglo-sueca Vaxzevria, da Oxford-AstraZeneca, no valor de 4 euros a dose (em torno de R$ 26,50).

Questionada a respeito da segurança da compra, principalmente pela necessidade de pagamento adiantado de 50%, o representante da GB Trading teria se esquivado e negado se tratar de um golpe.

Para saber mais, acesse a matéria do Olhar Digital.

Fonte: Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!