No próximo sábado (22), o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz) receberá uma nova remessa de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) para poder produzir mais vacinas contra a Covid-19.

Os insumos são importados da China e produzidos pela Wuxi Biologics. Está prevista a chegada de mais uma remessa para o dia 29 de maio, depois desta próxima entrega. 

publicidade

A Fiocruz disse que garante a produção das vacinas assim que houver o desembarque desses dois carregamentos de IFA no Brasil. A entrega de vacinas será feita ao Programa Nacional de Imunizações nas três primeiras semanas de junho.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, enfatizou a importância das novas remessas.

A Fiocruz produz vacina Oxford/AstraZeneca contra o coronavírus por conta de um acordo de encomenda tecnológica firmado em 2020 com a empresa europeia. Além disso, está em desenvolvimento um processo de transferência de tecnologia, para que assim, a fundação seja capaz de produzir o IFA no Brasil, para garantir a autossuficiência na produção da vacina.

Leia mais:

Desde o início da produção, a Fiocruz já disponibilizou mais de 30 milhões de doses da vacina ao Ministério da Saúde. Já as outras 4 milhões de doses foram importadas prontas da Índia. 

Ao todo, as quantidades representam a 40% das vacinas disponíveis no Brasil, incluindo imunizantes produzidos pela Sinovac/Instituto Butantan e pela Pfizer/BioNTech.

Fonte: Agência Brasil 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!