A vacina contra a Covid-19 Pfizer/BioNTech pode ser armazenada por muito mais tempo do que o recomendado anteriormente, de acordo com informações da Agência Europeia de Medicamentos (EMA).

Antes, o conselho era que a vacina do coronavírus precisava ser mantida em temperatura ultrabaixa, ou seja, entre -70C e -80C, até alguns dias antes do uso, que é quando poderia ser transferida para um refrigerador médico padrão.

publicidade

A Agência Europeia de Medicamentos informou em um comunicado que estendeu o período de armazenamento aprovado para um frasco não aberto e descongelado, quando mantido em uma geladeira entre 2C e 8C, de cinco dias para um mês.

“A mudança foi aprovada após a avaliação dos dados adicionais do estudo de estabilidade submetidos à EMA pelo titular da autorização de introdução no mercado”, disse a EMA.

Com o aumento da flexibilidade no armazenamento e manuseio da vacina espera-se que tenha um “impacto significativo” no planejamento e na logística da distribuição da vacina nos estados que são membros da União Europeia.

Leia mais:

A decisão acontece dias após a pesquisa sugerir que um intervalo de 12 semanas entre as doses da Pfizer aumenta significativamente a resposta imunológica em pessoas mais velhas. Isso porque a resposta de anticorpos em pessoas com mais de 80 anos é mais de três vezes maior naquelas que recebem a segunda dose, em comparação com um intervalo de três semanas, segundo estudo da University of Birmingham.

O governo do Reino Unido encomendou mais 60 milhões de doses da vacina Pfizer como parte de seus planos para um programa de reforço de vacinação nos próximos meses. Com isso, o número total de doses da Pfizer pedidas pelo Reino Unido para 100 milhões.

Além disso, o objetivo é de que os grupos de pessoas mais vulneráveis, como os idosos, receberão outra injeção.

Fonte: The Guardian

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!