O governo chinês divulgou duas imagens feitas pelo rover Zhurong em Marte. Ambas mostram a região conhecida como “Utopia Planitia”, a maior bacia de impacto não só do “planeta vermelho”, mas também de todo o Sistema Solar, com aproximadamente 3,3 mil quilômetros de diâmetro.

As imagens – uma colorida e outra em preto e branco – mostram partes do terreno explorado pelo Zhurong (que concentrará seus esforços ao longo da região norte de Marte), bem como alguns detalhes do próprio veículo, como seus painéis solares ou uma câmera que identifica e evita obstáculos no caminho do robô.

publicidade

Leia também

Imagens do robô Zhurong, em sua missão de exploração em Marte
Imagem capturada pelo Zhurong, em sua missão de exploração em Marte, mostra parte da região chamada “Utopia Planitia” ao fundo. Imagem: China National Space Administration/Divulgação
Imagens do robô Zhurong, em sua missão de exploração em Marte
Painéis solares do robô Zhurong, da China, são exibidos em imagem capturada pelo veículo no solo de Marte. Imagem: China National Space Administration/Divulgação

O Zhurong é uma das partes essenciais da missão chinesa Tianwen-1, que também conta com um satélite posicionado no espaço, além do módulo de pouso (“lander”) que armazenava o rover.

Os objetivos da missão são bem ambiciosos: o primeiro é assegurar a saúde da tecnologia e controle de comunicação projetadas para a missão, com o Zhurong fazendo o papel de exploração de terreno e registros de mídia.

Já o satélite ficará encarregado de localizar um terreno propício para a montagem de uma estrutura de coleta de amostras para quando futuras missões retornarem ao planeta.

Além das imagens acima, o governo chinês também divulgou dois vídeos da descida do Zhurong, ainda no módulo de pouso. A captura foi feita pela câmera do satélite, que mostra a cápsula se desprendendo do satélite.

Com sua chegada, a China se tornou o terceiro país a pousar em Marte, precedida pela União Soviética e EUA. O Zhurong, que pesa mais ou menos 250 quilos, carrega seis instrumentos de análise, entre coletores de amostras e ferramentas de estudo geológico e climático da região de Utopia Planitia. A expectativa é a de que ele continue seu trabalho por cerca de três meses.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!