A Boring Company, startup de Elon Musk para transporte urbano rápido, começou a transportar passageiros pelos túneis duplos que construiu sob a cidade de Las Vegas, em Nevada (EUA), esta semana. Os testes têm como objetivo deixar o sistema pronto para a estreia oficial, que deve ocorrer em junho.

Vídeos e fotos compartilhadas nas redes sociais pelas pessoas que compareceram ao teste deram mais detalhes da solução de Musk para atravessar o campus do Las Vegas Convention Center (LVCC). E, novamente, não impressionou tanto. Por ora, o complexo é, literalmente, apenas Teslas sendo dirigidos por dois túneis de 1,3 km – muito longe das ideias autônomas que o CEO da montadora inicialmente propôs (veja no vídeo abaixo).

publicidade

Existem três paradas para o sistema batizado de Las Vegas Convention Center Loop (LVCC Loop). As estações nas duas extremidades estão acima do solo, enquanto a do meio se encontra na mesma profundidade de 9 metros que os túneis. Para os testes, A Boring Company usou algumas dezenas de veículos elétricos da marca – incluindo sedans Model 3 e SUVs Model Y e Model X. Embora a empresa tenha falado sobre fazer os passageiros pedirem carros usando um aplicativo, o teste exigia apenas que eles fossem até o próximo Tesla disponível. Em seguida, os pilotos de teste foram para uma das outras duas estações e repetiram o processo entre sete e uma dúzia de voltas.

Andar de um lado para o outro do campus do LVCC não é uma tarefa rápida a pé, ainda mais depois que a Autoridade de Convenções e Visitantes de Las Vegas (LVCVA) acrescentou uma nova ala recentemente. E, por ser uma cidade turística, as filas de táxis e os tempos de espera para receber carona via Uber ou outros apps também são notoriamente longos. Portanto, qualquer solução que torne mais fácil contornar o terreno, provavelmente, atrairá o público.

De acordo com a The Boring Company, os “túneis de Elon Musk” transformarão uma caminhada de 45 minutos em um passeio de dois minutos – embora ainda não tenha chegado a esse nível de eficiência (daí o teste, né?). Em outro vídeo divulgado, um dos motoristas que participaram do teste relatou que os condutores tiveram que esperar “cerca de três a cinco minutos por algumas das viagens”. Isso ocorre porque, mesmo com uma velocidade máxima de cerca de 65 km/h, o percurso entre as estações parece ter levado entre 60 e 90 segundos.

Um dos maiores responsáveis pelo aumento do tempo total de viagem foi a estação subterrânea do LVCC Loop. Houve momentos em que os pilotos de teste pararam no local apenas para se deparar com certo congestionamento. Então, para continuar a viagem, motoristas precisaram manobrar em torno de outros Teslas estacionados – com pessoas entrando e saindo de carros, e fazendo fila para entrar novamente nos túneis.

Houve também alguma confusão geral à medida que as pessoas se acostumavam com o funcionamento do sistema. Os passageiros eram constantemente lembrados de deixar as portas abertas ao sair do veículo, visando acelerar a transição para a próxima viagem, mas isso não ocorria na maioria das vezes.

Leia mais:

A grande questão com os esforços da The Boring Company em Las Vegas – tanto para o público quanto para a imprensa – é praticamente a mesma de sempre com as ideias de Musk: como isso vai crescer? A empresa diz que quer, eventualmente, transportar 4.400 pessoas por hora através dos túneis do LVCC Loop, embora o The Verge tenha descoberto documentos no fim do ano passado que parecem mostrar que o sistema será capaz de transportar apenas 1.200.

E a startup não planeja ficar apenas no circuito LVCC, mas sim construir um complexo de túneis concreto que passe por toda a cidade, incluindo a avenida Las Vegas Strip e o aeroporto. Esta versão em grande escala da rodovia subterrânea será capaz, segundo a empresa, de lidar com um pouco mais de 50 mil passageiros por hora.

A Boring Company ainda afirma que planeja permitir que os carros elétricos percorram o trajeto a 241 km/h nesses túneis, mas limitou as velocidades durante os testes. E, claro, mesmo com o objetivo de fazer com que os Teslas se dirijam sozinhos, o sistema dependerá de motoristas humanos por certo tempo.

Startup de Elon Musk apresenta sistema de túneis em Las Vegas. Imagem: Reprodução/Redes Sociaisq
Startup de Elon Musk apresenta sistema de túneis em Las Vegas. Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Aliás, alcançar essa velocidade máxima é uma das coisas principais que A The Boring Company diz que diferencia a ideia de “Teslas em túneis” de, digamos, um sistema de metrô. A menos que a empresa seja capaz de automatizar a direção, provavelmente a meta não será alcançável, já que os túneis são muito apertados para um motorista humano continuamente (e com cuidado) navegar em altas velocidades – outra coisa que ficou óbvia nos vídeos do teste.

Saiba mais sobre os “túneis de Elon Musk”

O sistema Las Vegas Convention Center Loop, que custou US$ 52,5 milhões (cerca de R$ 278 milhões) e demorou mais de um ano para ser finalizado, consiste em túneis nos quais os veículos elétricos (e futuramente autônomos) da Tesla deverão viajar em alta velocidade entre estações para transportar pessoas na cidade.

O projeto tem escavações a 12m de profundidade, 2,4km de extensão e três paradas, por ora. A meta é que o sistema conecte Las Vegas inteira, com túneis até o aeroporto local e até o centro da cidade. De acordo com Elon Musk, o completo está prestes a ser lançado comercialmente, possivelmente em junho.

Ao menos na fase de testes, os passageiros podem utilizar o LVCC Loop a partir de três faixas distintas de preço, que variam entre US$ 5 (R$ 28,46, na conversão direta) a US$ 10 (R$ 56,89).

Fonte: The Verge

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!