O Imposto de Renda (IR) é um tributo cobrado pelo Governo Federal sobre os valores ganhos por pessoas e empresas. O valor é definido com base na declaração de renda feita por cada contribuinte, mas se engana quem pensa que o compromisso com a Receita Federal se encerra com a declaração.

É muito importante que os contribuintes acompanhem o processamento da declaração para se assegurar de que ela não caiu na malha fina, processo esse que ocorre quando o órgão tributário encontra inconsistências nas informações enviadas pelo contribuinte e que, consequentemente, impossibilita o pagamento da restituição do IR até que a informação seja corrigida.

publicidade

Para aqueles contribuintes que caírem na malha fina, é váliso ressaltar que o pagamento da restituição após a correção necessária será feito em um dos lotes residuais, ou no início do ano seguinte. Em geral, os erros podem ser solucionados com o envio de uma declaração retificadora.

Leia também!

Como consultar se a declaração de renda caiu na malha fina

1 – Acesse o Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal (e-CAC);

2 – Informe seu CPF e senha de acesso. Caso não possua o código, é possível gerar um clicando na opção “Primeiro acesso”. Também é possível utilizar o login do GovBR;

Print do e-CAC

3 – Na tela inicial do e-CAC, clique em “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF);

Print do e-CAC

4 – Na aba “Processamento”, selecione a opção “Extrato do Processamento”;

Print do e-CAC

5 – Escolha o ano que deseja conferir – neste caso, “2021”.

O sistema da Receita Federal apresentará qual o status oficial da sua declaração do IR 2021, podendo ser: “em processamento”, “na fila de restituição” ou “com pendências”.

As duas primeiras opções são comuns. No entanto, a terceira é motivo para preocupação, pois apresenta problemas na declaração. Se esse for o seu caso, veja quais são os problemas e corrija-os o mais rápido possível para evitar entrar na malha fina – o que pode gerar uma multa, menor restituição e pagamento de imposto mais caro.

Existe, ainda, uma quarta opção denominada “processada”, que é apresentada para os casos em que a declaração de quem pagou os impostos já está concluída e não apresenta problemas.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!