O telescópio espacial James Webb tinha seu lançamento previsto para 31 de outubro de 2021, mas segundo um informe divulgado pela Nasa, isso será adiado para novembro ou dezembro, dependendo de alguns processos logísticos.

Segundo a agência espacial estadunidense, problemas apareceram dos dois lados: pela Nasa, o armazenamento do telescópio após testes acabou atrasando, com a empresa contratada para isso prometendo o “empacotamento” dele para o final de agosto. Depois disso, o telescópio ficará guardado por 55 dias na Guiana Francesa, de onde partirá o foguete que o levará para a órbita da Terra.

publicidade

Leia também

Imagem mostra o telescópio espacial James Webb, da Nasa, em ambiente de testes
O telescópio espacial James Webb é tido como o sucessor do Hubble, mas seu lançamento foi novamente adiado e deve acontecer só em novembro. Imagem: Chris Gunn/Nasa

O foguete Ariane 5 em si é a outra parte problemática da equação: a sua criadora, Arianespace, identificou um problema com a carenagem de carga. Segundo a empresa, a falha já foi resolvida ao refazer o design do foguete, mas com as novas atribuições, novos testes são necessários – os quais devem acontecer entre julho e agosto. Presumindo que tudo corra bem, o foguete estará pronto para a missão oficial, mas atrasos podem ocorrer nesta parte.

Com isso, a Nasa espera que o lançamento ocorra, na melhor das hipóteses, a partir da segunda quinzena de novembro, com possibilidade disso ser estendido até dezembro. Felizmente, o atraso é de “apenas” um ou dois meses.

Há também um terceiro fator: a Guiana Francesa não é um dos países mais afetados pela pandemia da Covid-19 – segundo a Reuters, o país apresenta uma média diária de 147 novas infecções. Entretanto, não há informações sobre campanhas de vacinação recorrentes no país, então o coronavírus (Sars-Cov-2) também é uma peça a ser considerada pela Nasa.

Considerando tudo, o cenário ainda é positivo aos olhos da agência. O telescópio espacial James Webb é visto por estudiosos da astronomia como “o sucessor do Hubble” e as primeiras estimativas para seu lançamento apontavam para 2009: entre esperar meses ou anos, ou esperar algumas semanas, a Nasa ainda crê que o novo adiamento a fará sair no lucro.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!