Lançado em 2019 nos Estados Unidos, o Facebook Viewpoints está expandindo seu alcance para dois novos países. A partir desta segunda-feira (28), a rede social de Mark Zuckerberg também vai disponibilizar o aplicativo de pesquisa de mercado para Brasil e México, já presente em mercados na Europa, Ásia e África.

A premissa é simples: os usuários do Facebook ingressam em programas como tarefas, pesquisas ou experimentações de novos produtos e, em troca, recebem pontos que podem ser convertidos em dinheiro “de verdade” posteriormente.

publicidade

Como funciona o Facebook Viewpoints

Ao residir em uma das regiões elegíveis, basta que o usuário, com 18 anos ou mais, baixe o app Facebook Viewpoints — disponível tanto na App Store quando no Google Play. Feito isso, será possível fazer o cadastro por um número de celular ou realizar o acesso pelo mesmo login do Facebook.

Após inscrever-se no programa de pesquisas, o Facebook avisará no e-mail cadastrado quando uma nova tarefa estiver disponível.

As tarefas do Facebook Viewpoints envolvem estudos estatísticos (quais apps utilizados e por quanto tempo), pesquisas sobre usos de mídias sociais e outros tópicos, bem como recomendações para o envio de feedbacks em busca de melhorar a qualidade das recomendações de Lojas.

De acordo com o Facebook, todas as participações no programa serão importantes para melhorias de produtos do Facebook, Instagram e WhatsApp, além de beneficiar a comunidade em geral.

Finalizada determinada tarefa, o usuário receberá uma quantia de pontos — indicada previamente — como recompensa. Cada 1 mil pontos acumulados geram uma recompensa de US$ 2,5 (aproximadamente R$ 12,33, em conversão direta), que será enviada diretamente na conta PayPal do participante.

Vale frisar que, por ora, tanto o Brasil quanto o México contarão apenas com tarefas de Estudo e Recomendações.

Ícones do Facebook, Instagram e WhatsApp
Informações coletadas com o Facebook Viewpoints vão auxiliar na otimização das redes sociais de Mark Zuckerberg. Foto: Primakov/Shutterstock

Leia mais:

E os dados?

Naturalmente, os feedbacks coletados pelo Facebook Viewpoints serão baseados nos dados compartilhados pelos usuários da rede social de Mark Zuckerberg. Logo ao cadastrar-se no app, são solicitados dados como nome, endereço de e-mail, país de residência, data de nascimento e gênero, além da permissão para acesso à localização do usuário.

A plataforma de recompensas afirma que antes de cada programa vai explicar quais informações vão ser coletadas, como serão utilizadas e quantos pontos o usuário receberá ao término da tarefa.

Ainda de acordo com o Facebook, nenhuma informação deste aplicativo será vendida a terceiros e não haverá compartilhamento público de atividades no Viewpoints no Facebook ou em outras contas vinculadas sem a devida permissão. O encerramento da participação no Facebook Viewpoints poderá ser feito a qualquer momento.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!