O relacionamento da Sony com os desenvolvedores de games indie não anda nada bem. Em uma longa série de posts em sua conta no Twitter, o editor de jogos independente Iain Garner, da Neon Doctrine, revelou suas frustrações ao tentar publicar um título em um grande console e a cobrança de US$ 25 mil (R$ 124 mil, na cotação desta quarta-feira, 30) por visibilidade na PlayStation Store.

O desenvolvedor não cita abertamente qual plataforma é, mas, logo no começo do texto, Garner destaca que o console ao qual se refere é de “muito sucesso” e não tem Game Pass, serviço de assinatura de jogos do Xbox Series X|S, Xbox Play Anywhere e Xbox 360.

publicidade

Leia mais:

“Estou irritado o suficiente para queimar algumas pontes. Porque, honestamente, qual a necessidade de uma ponte que não posso cruzar”, escreveu Ian Garner. Em seguida, ele afirmou que a plataforma não permite que os desenvolvedores administrem seus jogos.

O fio seguiu com diversos problemas apontados pelo desenvolvedor. Ele ainda listou o que é necessário para lançar o game no console: desenvolver para a plataforma, passar pela verificação espalhada por três gerações de software de back-end, enviar um trailer, escrever no blog e entregar diversas redes sociais.

“Além disso, você não pode colocar desconto sem a aprovação deles e é ‘muito limitado'”, acrescentou. Irônico, Ian Garner disse que não havia motivos para preocupação, afirmando que há um modo de ganhar destaque no determinado console.

“Tudo que você precisa fazer é gastar a quantia bem razoável de US$ 25 mil para ser apresentado. Ah, e depois 30% dos seus ganhos… Barganha”, revelou o designer de jogos da Neon Doctrine.

De acordo com documentos observados pelo site Kotaku, os valores podem chegar a seis dígitos para um destaque de apenas um fim de semana. Mas, o site ressalta que as práticas da Sony são semelhantes às da Microsoft com a loja do Xbox. A empresa não comentou as declarações de Ian Garner.

Via: Kotaku

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!