A vida de um dos maiores nomes do MMA brasileiro, Wanderlei Silva, deve ser levada para as telas no próximo ano. O projeto, que ainda não tem definição sobre formato, podendo ser série ou filme, vai adaptar biografia ‘Wanderlei Silva Sem Coleira’, escrita pelos jornalistas Thiago Parijani e Luiz Henrique Gurian. As informações são do UOL Esporte.

O livro teve os direitos adquiridos pela Luppi Produtora, que pretende viabilizar a obra audiovisual também no mercado internacional, sobretudo o território japonês. Isso porque o ex-lutador do UFC foi também campeão do Pride Fighting Championships, maior torneio de MMA da Ásia, realizado no Japão.

publicidade
Wanderlei Silva com o cinturão de campeão do Pride FC, em 2003.
Brasileiro teve conquista inédita para o país no torneio. Crédito: Pride FC/Divulgação

Além da conquista do cinturão, a passagem de Wanderlei Silva pelo Pride em 2003 rendeu uma outra simbólica conquista: as vitórias contra o Kazushi Sakuraba. Embora não tenha sido campeão, o lutador japonês era tido como um carrasco dos brasileiros, tendo sido responsável pela eliminação de sete competidores do Brasil.

Leia mais:

A vitória histórica contra Kazushi Sakuraba, verdadeira desforra para os brasileiros, seria o fio condutor da narrativa audiovisual, de acordo com o produtor e sócio da Luppi, Luiz Pereira, que conversou com o UOL Esporte.

O roteiro ficará a cargo de Victor Navas, que já tem experiência no gênero biográfico e assinou ‘Cazuza – O tempo não para’, cinebiografia lançada em 2004. O roteirista também trabalhou em ‘Carandiru’ (2003) e ‘400 contra 1’ (2010). Por enquanto, o projeto ainda não tem diretor.

Filão pouco explorado no cinema nacional

Embora cinebiografias sejam relativamente comuns no mercado brasileiro, são poucas obras explorando a trajetória de esportistas. No futebol, temos alguns exemplos, como ‘Heleno’ (2012) e ‘Garrincha – Estrela Solitária’ (2003).

O ator José Loreto caracterizado como o lutador José Aldo.
Campeão brasileiro de UFC, José Aldo ganhou cinebiografia e foi vivido nas telas por José Loreto. Crédito: Downtown Filmes/Divulgação

Ainda menos explorada nos cinemas nacionais, a trajetória de lutadores rendeu títulos como ‘Mais Forte que o Mundo: a História de José Aldo’ (2016) e ’10 Segundos para Vencer’ (2018), este último baseado na vida do boxeador Éder Jofre.

No campo documental, merece menção o filme ‘A Luta do Século’ (2016), que acompanha o derradeiro confronto entre o pernambucano Todo Duro e o baiano Holyfield em um ringue de boxe.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!